Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

MG deve completar vacinação até outubro; em BH, Kalil não promete 'milagre'

Enquanto o estado de São Paulo e a cidade do Rio de Janeiro estipulam datas para vacinar adultos, prefeito de BH critica previsão sem vacinas garantidas


14/06/2021 17:58 - atualizado 14/06/2021 18:46

Campanha de vacinação pode acelerar nas próximas semanas (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press)
Campanha de vacinação pode acelerar nas próximas semanas (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press)

Promessas de aceleração da campanha de vacinação contra a COVID-19 em estados e municípios no Brasil têm gerado esperança em adultos serem vacinados o quanto antes. Autoridades políticas de São Paulo e Rio de Janeiro anunciaram a antecipação do calendário de vacinação. Em Minas, a expectativa é de que todos recebam a primeira dose do imunizante até o fim de outubro de 2021.

Para cumprir o calendário, no entanto, as prefeituras precisam aguardar a distribuição das doses pelas respectivas secretarias estaduais de Saúde, que, por sua vez, contam com o envio do Ministério da Saúde. 

No caso da Secretaria de Estado de Saúde de Minas Gerais (SES-MG), que prefere, desde o início da campanha, não estipular data para imunização dos grupos, a pasta deixa claro que “segue as diretrizes do Programa Nacional de Imunizações (PNI) e reforça que o cumprimento do calendário a ser proposto estará condicionado aos envios de doses feitos pelo Ministério da Saúde”.

Atualmente, cada remessa de vacina contra a COVID-19 é enviada pelo governo federal com as indicações dos respectivos grupos prioritários a serem contemplados, de acordo com a ordem estabelecida pelo Plano Nacional de Imunização (PNI).

Belo Horizonte

Em Belo Horizonte, estipular datas para vacinação sem ter garantia das doses imunizantes também não é costume da prefeitura. Em nota, a Secretaria Municipal de Saúde afirma que “é imprescindível que novas remessas de vacinas sejam entregues a Belo Horizonte para a ampliação dos grupos a serem vacinados”. Também em nota, a prefeitura reafirma a disponibilidade de pessoal e de todos os insumos necessários para a imediata continuidade do processo.

Nesta segunda-feira (14/06), em entrevista ao portal de notícias UOL, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) disse que não é possível fazer cálculo de previsão de vacinação e criticou os governantes que lideram essa posição. “Ninguém vai fazer milagre, ninguém vai vacinar antes de ninguém. Se tem vacina, temos rede de distribuição robusta... A vacina vai ser quando será”, disse.

“Eu não sabia que o prefeito tinha autonomia de antecipar vacina. Estão com muitas promessas e eu prefiro dizer o seguinte: a vacina que chegar em BH, seja ela qual for, nós temos estrutura para colocar ela no braço da população de Belo Horizonte, e com muita tranquilidade. Pra que anunciar a data da vacina? Para a pessoa ter uma esperança? Não. Aqui é o seguinte: chegou a vacina, vai estar no braço do belo-horizontino”, afirmou.

Apesar de considerar importante saber a data de vacinação por faixa etária, por exemplo, o prefeito não se sente seguro em cravar datas devido às instabilidades na produção dos imunizantes no Brasil.

“Acho importantíssimo saber quando, desde que me financiem que a vacina vai chegar. É muito melhor você acompanhar o dia a dia da vacinação na sua cidade do que receber uma mentira na cara de que vai receber no dia ‘tal’ e o político ficar com cara de mentiroso porque o IFA (Insumo Farmacêutico Ativo, insumo principal de todo medicamento) não veio,  porque o avião quebrou, porque xingaram o embaixador, porque fizeram e aconteceram”, criticou.

Rio de Janeiro

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, declarou no domingo (13/06) que considera possível vacinar toda a população carioca até o início de setembro, um mês antes do previsto pelo calendário oficial de imunização da Secretaria Municipal de Saúde. 

"A gente tinha dado uma data de final ou meados de outubro, mas se continuar chegando vacina do jeito que está chegando agora, acho que no começo de setembro já esteja todo mundo vacinado", afirmou Paes.

O prefeito do Rio ressaltou, entretanto, que a expectativa de antecipação do calendário depende da velocidade de entrega dos imunizantes contra Covid-19 pelo Ministério da Saúde e o comparecimento da população nos pontos de vacinação.

São Paulo

O governo de São Paulo antecipou em 30 dias o calendário de vacinação contra a COVID-19 e prometeu imunizar toda a população adulta do estado até o final de setembro. O anúncio foi feito pelo governador João Doria (PSDB) também no domingo (13/06).

"Antecipamos, portanto, em 30 dias o prazo de vacinação em São Paulo. Essa é uma grande notícia para todos os brasileiros, paulistas e residentes aqui em São Paulo com idade acima de 18 anos. Os adultos estarão vacinados até 15 de setembro", disse Doria.

O governo paulista não explicou o que possibilitou a nova antecipação do cronograma, apenas afirmou que a alteração considera as próximas remessas de doses dos imunizantes que o estado irá receber do Ministério da Saúde: CoronaVac, Pfizer, AstraZeneca e Janssen.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.


Quais os sintomas do coronavírus?

Desde a identificação do vírus Sars-CoV2, no começo de 2020, a lista de sintomas da COVID-19 sofreu várias alterações. Como o vírus se comporta de forma diferente de outros tipos de coronavírus, pessoas infectadas apresentam sintomas diferentes. E, durante o avanço da pesquisa da doença, muitas manifestações foram identificadas pelos cientistas. Confira a relação de sintomas de COVID-19 atualizada.

O que é a COVID-19?

A COVID-19 é uma doença provocada pelo vírus Sars-CoV2, com os primeiros casos registrados na China no fim de 2019, mas identificada como um novo tipo de coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em janeiro de 2020. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou a COVID-19 como pandemia.


Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal


Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.


Quais os sintomas do coronavírus?

Desde a identificação do vírus Sars-CoV2, no começo de 2020, a lista de sintomas da COVID-19 sofreu várias alterações. Como o vírus se comporta de forma diferente de outros tipos de coronavírus, pessoas infectadas apresentam sintomas diferentes. E, durante o avanço da pesquisa da doença, muitas manifestações foram identificadas pelos cientistas. Confira a relação de sintomas de COVID-19 atualizada.

O que é a COVID-19?

A COVID-19 é uma doença provocada pelo vírus Sars-CoV2, com os primeiros casos registrados na China no fim de 2019, mas identificada como um novo tipo de coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em janeiro de 2020. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou a COVID-19 como pandemia.

(foto: Hudson Franco/EM/D.A Press)
(foto: Hudson Franco/EM/D.A Press)

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade