Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Alunos da área de saúde do Uni-BH realizam atendimento presencial em UPAs

Mais de 300 alunos dos cursos de Medicina, Psicologia, Nutrição e Fisioterapia do UniBH estão envolvidos na prestação de serviços à população


07/04/2021 15:19 - atualizado 07/04/2021 16:13

Os serviços são válidos como carga horária do internato e estágio dos estudantes (foto: Reprodução/Pixabay)
Os serviços são válidos como carga horária do internato e estágio dos estudantes (foto: Reprodução/Pixabay)
 
Alunos dos cursos de medicina, psicologia, nutrição e fisioterapia do Centro Universitário de Belo Horizonte (Uni-BH) estão oferecendo atendimento médico, psicológico, nutricional e fisioterapêutico, de forma presencial e remota, para a população em meio à pandemia da COVID-19.

A iniciativa é mais um recurso para aqueles que necessitam de cuidados urgentes em unidades de saúde. Os serviços prestados integram a carga horária do internato e estágio dos estudantes. 

 
Na capital mineira e em São José da Lapa, na Região Metropolitana, os trabalhos iniciaram no dia 31 e 25 de março, respectivamente. Os alunos do 11° e 12° período de Medicina, estão atuando nos centros de saúde e UPAs para apoiar as secretarias de Saúde no combate ao coronavírus.

Em BH são  20 alunos e quatro instrutores do curso e, em São José da Lapa, 21 alunos e os instrutores são os próprios profissionais da cidade. 

Para garantir a segurança, bem como a prevenção da doença, todos os alunos receberam a vacina contra a COVID-19. Em Belo Horizonte, os acadêmicos fazem plantão de 24h nas unidades de saúde localizadas na Vila Imperial, Região Oeste, e no Barreiro de Cima, Região do Barreiro. Por outro lado, em São José da Lapa os plantões são de 12h duas vezes por semana, nas duas policlínicas do município.

Segundo a coordenadora adjunta do curso de Medicina do UniBH, Camila Vieira Sousa, os alunos também recebem capacitação pelas secretarias municipais de Saúde de cada cidade. Assim, o projeto valida o Internato. “A duração do trabalho em Belo Horizonte será de duas semanas e em São José da Lapa até junho, mês da formatura. Tenho certeza de que será um excelente aprendizado aos futuros profissionais! ”, disse.

Ajuda psicológica

Diante do cenário crítico da pandemia e das incertezas, grande parte da população tem desenvolvido quadros de transtornos de ansiedade e depressão.

O responsável técnico da psicologia na Clínica Escola, professor João Henrique, comenta que o atendimento psicológico já era realizado presencialmente. Contudo, com a chegada da pandemia, os estudantes começaram a atuar remotamente.

“Temos cerca de 300 alunos a partir do 5º período em atendimento a, aproximadamente, 400 pacientes. Acredito que, desde 2020, foram registrados mais de mil pacientes conosco”, ressalta.

Os atendimentos online são regulamentados pela Resolução CFP n° 011/2018  e Resolução CFP nº 004/2020. São vários tipos de atuação: psicoterapia, psicodiagnóstico, plantão psicológico, psicoterapia breve e triagem.  As consultas são feitas a qualquer hora do dia e são agendadas conforme agenda dos pacientes.

De acordo com o professor, o trabalho tem proporcionado experiências e aprendizados tanto para os estudantes quanto para os pacientes atendidos.

“Nossos acadêmicos estão desenvolvendo competências e habilidades de atendimento nesse novo formato online. Além disso, podem alcançar cenários e contextos variados, já que, por ser remota, a prestação de serviços alcança pessoas com vivências e culturas diferentes”, pontua.

Plano alimentar e acompanhamento nutricional

A equipe de nutrição recebeu mais de 190 pacientes em apenas dois dias de divulgação das vagas para acompanhamento nutricional. Atualmente, 18 alunos prestam, em duplas, esse serviço. São oito consultas por dia, três vezes por semana. Os outros dias são reservados para discussão sobre os casos, além da montagem e entrega do plano alimentar.

Cada paciente tem dois atendimentos e passam por uma avaliação para receberem a dieta. O acompanhamento é feito mensalmente para observar a evolução do tratamento.

Para a professora Carla Eustáquio Augusto, coordenadora dos cursos da Saúde do Uni-BH, os atendimentos remotos têm mostrado resultados positivos.  

“Os alunos aprendem a diversificar o tipo de tratamento para os pacientes com a nova técnica de atendimento e reabilitação de forma remota. Já os clientes, conseguem dar continuidade aos tratamentos que foram iniciados sem qualquer problema. A vantagem da clínica integrada que une os alunos de nossos cursos  de saúde é que há uma visão de trabalho interdisciplinar, pois profissionais de áreas diferentes se relacionam para o bem comum dos pacientes”, conta.

Fisioterapia online

Desde o último semestre do ano passado, os estudantes de Fisioterapia atendem de forma remota. Ao todo, 42 pacientes recebem atendimentos para os tratamentos de: fisioterapia ortopédica; gerontologia; saúde da mulher; neurofuncional adulto e pediatria; além de fisioterapia, cardiovascular e respiratória. Cerca de 45 alunos estão à frente desse trabalho.
 

O que é um lockdown?

Saiba como funciona essa medida extrema, as diferenças entre quarentena, distanciamento social e lockdown, e porque as medidas de restrição de circulação de pessoas adotadas no Brasil não podem ser chamadas de lockdown.


Vacinas contra COVID-19 usadas no Brasil

  • Oxford/Astrazeneca

Produzida pelo grupo britânico AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, a vacina recebeu registro definitivo para uso no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No país ela é produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

  • CoronaVac/Butantan

Em 17 de janeiro, a vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan no Brasil, recebeu a liberação de uso emergencial pela Anvisa.

  • Janssen

A Anvisa aprovou por unanimidade o uso emergencial no Brasil da vacina da Janssen, subsidiária da Johnson & Johnson, contra a COVID-19. Trata-se do único no mercado que garante a proteção em uma só dose, o que pode acelerar a imunização. A Santa Casa de Belo Horizonte participou dos testes na fase 3 da vacina da Janssen.

  • Pfizer

A vacina da Pfizer foi rejeitada pelo Ministério da Saúde em 2020 e ironizada pelo presidente Jair Bolsonaro, mas foi a primeira a receber autorização para uso amplo pela Anvisa, em 23/02.

Minas Gerais tem 10 vacinas em pesquisa nas universidades

Como funciona o 'passaporte de vacinação'?

Os chamados passaportes de vacinação contra COVID-19 já estão em funcionamento em algumas regiões do mundo e em estudo em vários países. Sistema de controel tem como objetivo garantir trânsito de pessoas imunizadas e fomentar turismo e economia. Especialistas dizem que os passaportes de vacinação impõem desafios éticos e científicos.


Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

 

 

Entenda as regras de proteção contra as novas cepas



 

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.


Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade