Publicidade

Estado de Minas CONTRA FAKE NEWS

Cefet-MG cria projeto para divulgar informações sobre COVID-19

O objetivo é disseminar informações verdadeiras sobre a pandemia, principalmente para pessoas que moram em comunidades de BH e não têm acesso à tecnologia


07/04/2021 13:17 - atualizado 07/04/2021 13:39

Material impresso produzido para divulgação do projeto(foto: Projeto TamoJunto/Cefet-MG/Reprodução)
Material impresso produzido para divulgação do projeto (foto: Projeto TamoJunto/Cefet-MG/Reprodução)
O Centro Federal de Educação Tecnológica de Minas Gerais (Cefet-MG) criou um projeto de extensão - o 'TamoJunto' - com ações para ajudar comunidades de Belo Horizonte a se informarem e se prevenirem contra a COVID-19.
 
Criado pelos professores Sandro Renato, do Departamento de Computação, e Braulio Chaves, do Departamento de Ciências Sociais e Filosofia do Cefet-MG, o projeto conta com a equipe de alunos, duas frentes sociais, três professores na coordenação, sete colaboradores entre professores do Cefet-MG e de outras instituições, como a UFMG, e sócioeducadores, que são líderes das associações que atuam na divulgação do trabalho nas comunidades. 
 
De acordo com Sandro, a iniciativa partiu de um pedido de ajuda dos líderes da Associação dos Moradores do Aglomerado Cabana (ASMAC) e do Movimento de Luta nos Bairros, Vilas e Favelas (MLB), para conseguir disseminar informações verdadeiras sobre a COVID-19 nas comunidades Aglomerado Cabana Pai Tomás, que fica na Região Oeste de BH, no Aglomerado da Serra, e nas ocupações Paulo Freire, Vila Esperança e Eliana Silva. 
 
O projeto parte do princípio de que um dos maiores obstáculos para o combate à COVID-19 é o fácil acesso à informação confiável e acessível a todos. Assim, o objetivo é unir ciência, tecnologia e sociedade para construir uma rede de comunicação popular, estimulando o acesso à informação e solidariedade no combate à pandemia. 
 
Sandro explicou que ''os líderes chegaram até nós com fotos do início da pandemia, de pessoas morrendo de COVID-19, e uma multidão nas ruas da comunidade sem máscara e sem saber o que estava acontecendo. Em julho de 2020, a Cabana Pai Tomás bateu o recorde de mortes pelo coronavírus em BH". 
 
O professor conta que foi desenvolvido um whatsapp com informações atualizadas sobre tudo o que se relaciona à COVID-19 e ao atual momento em que estamos vivendo com todas as dificuldades sociais e financeiras. As informações são enviadas automaticamente para as pessoas que se interessarem. Sandro explicou que o whatsapp foi escolhido, pois é o meio de comunicação mais usado entre os líderes das comunidades para divulgar as informações.
 
Veja a seguir as opções de assuntos que integram o projeto: 
  • Transmissão, prevenção e sintomas da COVID-19
  • Auxílios emergenciais
  • Eventos culturais nos territórios
  • Proteção à mulher, à criança/adolescente e às pessoas idosas
  • Incentivo à renda e ao trabalho
  • Redes de apoio e solidariedade
  • Estatísticas sobre a COVID-19
Para fazer parte da lista de transmissão, basta acessar o (31) 9758-4862 e escolher o tema.
 
Momento em que o carro de som passa nas comunidades alertando sobre as formas de se prevenir contra a COVID-19(foto: Projeto TamoJunto/Cefet-MG/Reprodução)
Momento em que o carro de som passa nas comunidades alertando sobre as formas de se prevenir contra a COVID-19 (foto: Projeto TamoJunto/Cefet-MG/Reprodução)
"O projeto conta também com ações presenciais. As equipes vão até as comunidades distribuir kits de higienização e álcool em gel para a população e materiais impressos informativos sobre a prevenção contra a COVID-19. Tem uma ação muito importante que se chama 'Rádio TamoJunto Informa'. Carros de som circulam pelas ruas da comunidade levando informações sobre a COVID-19, para evitar as fake news, e funciona também como podcast disponibilizado nas principais plataformas, como Spotify'', explica o professor.
 
Sandro diz que o projeto já recebeu retorno positivo dos líderes das comunidades. "As informações foram muito importantes, pois eles já conseguiram manter as pessoas protegidas, evitando a contaminação pelo vírus." 
 
* Estagiária sob supervisão da subeditora Ellen Cristie. 
 

O que é um lockdown?

Saiba como funciona essa medida extrema, as diferenças entre quarentena, distanciamento social e lockdown, e porque as medidas de restrição de circulação de pessoas adotadas no Brasil não podem ser chamadas de lockdown.


Vacinas contra COVID-19 usadas no Brasil

  • Oxford/Astrazeneca

Produzida pelo grupo britânico AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, a vacina recebeu registro definitivo para uso no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No país ela é produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

  • CoronaVac/Butantan

Em 17 de janeiro, a vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan no Brasil, recebeu a liberação de uso emergencial pela Anvisa.

  • Janssen

A Anvisa aprovou por unanimidade o uso emergencial no Brasil da vacina da Janssen, subsidiária da Johnson & Johnson, contra a COVID-19. Trata-se do único no mercado que garante a proteção em uma só dose, o que pode acelerar a imunização. A Santa Casa de Belo Horizonte participou dos testes na fase 3 da vacina da Janssen.

  • Pfizer

A vacina da Pfizer foi rejeitada pelo Ministério da Saúde em 2020 e ironizada pelo presidente Jair Bolsonaro, mas foi a primeira a receber autorização para uso amplo pela Anvisa, em 23/02.

Minas Gerais tem 10 vacinas em pesquisa nas universidades

Como funciona o 'passaporte de vacinação'?

Os chamados passaportes de vacinação contra COVID-19 já estão em funcionamento em algumas regiões do mundo e em estudo em vários países. Sistema de controel tem como objetivo garantir trânsito de pessoas imunizadas e fomentar turismo e economia. Especialistas dizem que os passaportes de vacinação impõem desafios éticos e científicos.


Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

 

Entenda as regras de proteção contra as novas cepas


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.


Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade