Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Itapecerica adere ao consórcio para aquisição de vacinas

Prefeito criticou lentidão na distribuição dos imunizantes e disse que as doses recebidas são insuficientes e insatisfatórias


04/03/2021 20:38 - atualizado 04/03/2021 22:05

O prefeito pediu colaboração da população e disse que doses recebidas são insatisfatórias.(foto: Reprodução Facebook/Wirley Reis)
O prefeito pediu colaboração da população e disse que doses recebidas são insatisfatórias. (foto: Reprodução Facebook/Wirley Reis)
O prefeito de Itapecerica, na Região Centro-Oeste de Minas Gerais, Wirley Reis, conhecido como Têko, assinou, nesta quinta-feira (04/03), o protocolo de intenções para aderir ao consórcio público para compra de vacinas. Liderado pelo Frente Nacional dos Prefeitos (FNP), ele dará suporte aos municípios para as aquisições que incluem também medicamentos, equipamentos e insumos para o tratamento contra a doença.

 

A obrigação de adquirir imunizantes para a população é do Governo Federal. No entanto, diante da situação de extrema urgência em vacinar a população para a preservação da saúde e para a retomada segura das atividades e da economia, a FNP resolveu mobilizar a formação do consórcio. Ele deve ser constituído até o final de março e os prefeitos tem até esta sexta-feira (05/03) para preencherem o formulário de adesão que estará sujeito a aprovação dos vereadores a partir de votação do projeto. No Centro-Oeste, Formiga também aderiu ao movimento.

 

Lentidão

 

Ao informar a assinatura do protocolo de intenções, o prefeito de Itapecerica lamentou a demora na distribuição dos imunizantes pelo Ministério da Saúde. “Infelizmente, as vacinas estão chegando aos municípios lentamente, em quantidades que nem de longe são suficientes nem ao menos satisfatórias”, afirmou. A quantidade reduzida, segundo o prefeito, leva a estabelecer critérios de prioridades dentre dos grupos.

 

“É imprescindível a adoção de critérios de imunização e qualquer critério que venha a ser adotado será criticado por quem não for contemplado. A situação não é a desejada, mas a realidade é que precisamos trabalhar dentro do que nos é possível”, comentou.

 

Em mensagem publicada nas redes sociais, Têko tentou acalmar a população pedindo compreensão e pensamento coletivo. “Mesmo com toda a ansiedade pela imunização que é comum diante do horror da pandemia, não vamos permitir que o egoísmo tome conta de nós, não vamos olhar apenas para o próprio umbigo e, sim, pensar na coletividade. Vamos nos alegrar com cada grupo que for vacinado, mesmo que não estejamos incluídos nele”, postou.

 

Ele ainda reforçou o pedido para que a população aja com responsabilidade e alertou “A pandemia não acabou. Pelo contrário, está em um de seus piores momentos. Vamos redobrar a atenção e os cuidados, respeitando rigorosamente o isolamento social, usando máscaras de proteção e mantendo as mãos higienizadas”.

 

A cidade de pouco mais de 20 mil habitantes recebeu 1.498 doses, segundo o vacinômetro da Secretaria de Estado de Saúde (Ses). Até o momento, 628 pessoas receberam a primeira dose e 472 a segunda. Foram imunizados 402 profissionais da saúde com a primeira dose e 252 com a segunda. 61 idosos institucionalizados receberam a imunização em duas doses. 139 com 90 anos ou mais receberam a primeira dose. Os 24 indígenas foram vacinados com as duas doses.

 

*Amanda Quintiliano especial para o EM 

 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 

 

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp


Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
  

Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê


Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:


 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade