Publicidade

Estado de Minas EM MONTES CLAROS

COVID-19: Brasil teria 'poupado' 65 mil vidas se tivesse mesmas taxas de Minas, diz Zema

Governador assinou, nesta quinta, decreto que prorroga até 31 de dezembro situação de calamidade pública no estado em função da pandemia


17/09/2020 17:11 - atualizado 17/09/2020 17:26

(foto: Gil Leonardi/Agência Minas)
(foto: Gil Leonardi/Agência Minas)
Minas é a unidade da Federação com a menor taxa de mortes provocadas pelo coronavirus. Se o Brasil tivesse a mesma taxa de mortes pela COVID-19, o país teria 'poupado' 65 mil vidas. A comparação foi feita pelo governador Romeu Zema (Novo), nesta quinta-feira (17), após assinar o decreto que prorroga até 31 de dezembro a situação de calamidade pública no estado em função da pandemia. 
Ele assinou o ato em visita a Montes Claros, no Norte de Minas. A validade do decreto anterior, com o mesmo teor, assinado em 20 de março, terminou nesta semana. 
De acordo com dados do consórcio de veículos de imprensa, até esta quinta-feira, a COVID-19 provocou 134.363 mortes no Brasil, com o registro de 4.430.227 casos. Em Minas Gerais, até agora, ocorreram 6.500 óbitos e 262 mil casos da doença, de acordo com o balanço da Secretaria de Estado de Saúde (SES/MG). 

Zema disse que atribuiu a boa condução da pandemia no estado ao “perfil” do povo de Minas Gerais. “Nós, mineiros, somos mais cautelosos e criteriosos. E isso faz uma diferença muito grande em um momento como esse. O estado agiu de forma rápida. Ainda em março, tomamos todas as medidas necessárias para o combate ao coronavírus)”, afirmou o chefe do Executivo estadual. 

“Apesar das mais de 6 mil vidas perdidas em Minas Gerais, fico aqui, não sei se a palavra seria satisfeito. Mas, pelo menos, estamos hoje no estado mais seguro do Brasil. Acho que não é nada para comemorar. Afinal de contas, estamos falando de perdas de vidas. Mas mostramos que um trabalho sério pode, sim, salvar vidas”, destacou Zema. Ele lembrou ainda que há quatro semanas as mortes pela COVID-19 vem caindo de “forma consistente” em Minas Gerais. 

Questionado se considera que, além dos acertos, o estado teve alguma falha na condução da pandemia, Zema respondeu: “Como nenhuma execução é perfeita, com certeza tivemos falhas, mas conseguimos fazer melhor do que outros estados brasileiros. Atribuo isso às medidas ágeis que tivemos. Muito antes da pandemia chegar a Minas, já estávamos preparando as medidas”.

O governador lembrou que descentralizou as ações de enfrentamento da pandemia, dividindo tarefas com os municípios. “Seria muita pretensão da minha parte tratar todos os municípios de forma uniforme, pois cada um deles tem uma realidade”, disse Zema.
 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 
 
 
 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade