Publicidade

Estado de Minas COVID-.19

Montes Claros passa de 5 mil casos e caminha para o pico de COVID-19

Números indicam que pico da pandemia do novo coronavírus na cidade será atingido na próxima semana


28/08/2020 17:02 - atualizado 28/08/2020 17:42

Taxa de ocupação dos leitos de UTI em Montes Claros está sob controle, segundo a prefeitura(foto: Hudson Brasil/Santa Casa)
Taxa de ocupação dos leitos de UTI em Montes Claros está sob controle, segundo a prefeitura (foto: Hudson Brasil/Santa Casa)
Montes Claros (413,48 mil habitantes), no Norte de Minas,  superou a marca de 5 mil casos do novo coronavírus. De acordo com o  boletim da Secretaria Municipal de Saúde, divulgado na noite dessa quinta-feira (27), a cidade atingiu 5.114 confirmações da COVID-19, com 4.209 pacientes recuperados. Até agora, foram registradas 77 mortes provocadas pela doença no município. 

A secretária de Saúde de Montes Claros, Dulce Pimenta, informou ao Estado de Minas nesta sexta (28) que a cidade caminha para pico da pandemia. Ela disse que o município já tem uma data provável para atingir o pico da doença: a próxima quarta-feira (2 de setembro). 

Dulce Pimenta lembra que o cálculo do pico do coronavirus depende do número de casos informados. Nesse sentido, informa, o município firmou parceria a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), que, por meio do seu departamento de estatística faz os cálculos para buscar a probabilidade do pico

”Considerando a margem de segurança aumentada pelo pequeno número de casos, temos a previsão de pico para a primeira quinzena de setembro, entre os dias 2 e 9, com grande probabilidade de ser já no dia 2”, assegura a secretária de Saúde da cidade-polo do Norte de Minas. 

Ela também considera que a situação da COVID-19 no município está sob controle e salienta que, desde o início da pandemia, a taxa de ocupação de leitos clínicos e de Unidade Terapia Intensiva (UTI) nos hospitais locais “nunca atingiu o nível crítico e com indicadores dentro do padrão de segurança.

Sexta cidade mais populosa de Minas Gerais, Montes Claros atualmente também ocupa o sexto lugar no estado em casos do coronavírus.

No “ranking” estadual da pandemia, está atrás de Belo Horizonte, Uberlândia, Ipatinga, Contagem e Governador Valadares, de acordo com os boletins das prefeituras. 

"Se compararmos Montes Claros com municípios com população semelhante veremos que estamos numa situação bem mais estável. Podemos dizer que estamos fazendo um bom trabalho”, afirma Dulce Pimenta.

"Contudo, não podemos descansar porque em epidemias os números mudam muito rapidamente. Por isso, o monitoramento é feito constantemente com uma equipe exclusiva para essa finalidade”, observa a secretária de Saúde de Montes Claros. 

Ocupação de leitos de UTI


Conforme a Secretaria Municipal de Saúde, a atual taxa de ocupação de leitos de UTI do Sistema Único de Saúde (SUS) na cidade é de 59%, enquanto a taxa de preenchimento dos leitos clínicos é de 79%. 

“Mas, se levarmos em conta apenas leitos específicos para a COVID-19, a ocupação de leitos clínicos SUS cai para 30% e a taxa de vagas  de UTI do SUS cai para 39%”, afirma Dulce Pimenta.

Ela ressalta ainda que taxa de ocupação dos leitos clinicos da rede privada no município está em 33%. 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade