Publicidade

Estado de Minas INTERNAÇÕES

Coronel Fabriciano pode desativar 30 leitos da UTI para pacientes com COVID-19

Secretaria de Governança da Saúde informou que os gráficos de controle do coronavírus registraram queda de 75% no número de casos. Pacientes com outras doenças serão atendidos


27/08/2020 18:50 - atualizado 27/08/2020 20:23

O Hospital José Maria Morais registra baixa procura de pacientes da COVID-19 em Coronel Fabriciano(foto: PMCF/Divulgação)
O Hospital José Maria Morais registra baixa procura de pacientes da COVID-19 em Coronel Fabriciano (foto: PMCF/Divulgação)

A Secretaria e Governança de Saúde de Coronel Fabriciano avalia a possibilidade de desativar 20 dos 30 leitos destinados ao tratamento da COVID-19 no Hospital Dr. José Maria Morais. Segundo a SGS, houve uma redução significativa no número de internações e também no número de casos positivos da doença.

 

A redução foi comprovada em gráficos comparativos dos casos positivos da COVID-19, que registraram uma queda de 75% no número de infectados em relação ao período em que a doença atingiu seu pico. Os gráficos analisados, segundo a SGS, registram dados desde 16 de março, data em que Coronel Fabriciano começou a contabilizar os primeiros casos, até esta semana. Na semana 28, quando o município registrou o “platô” do novo coronavírus, foram 329 casos, comparado a apenas 6 do levantamento mais recente.

 

Para os gestores da SGS, o surto já passou, mas a doença continuará, por isso é importante a população continuar adotando todas as medidas de proteção necessárias, para evitar a contaminação pelo novo coronavírus. Os trabalhos de monitoramento diário dos casos seguem sendo cumpridos e, caso permaneçam nessa proporção, será feito o remanejamento dos leitos para outros atendimentos clínicos.

 

Atualmente o Hospital Dr. José Maria Morais, possui 30 leitos de suporte ventilatório e 20 leitos de UTI, destinados ao tratamento da COVID-19. Deste total, apenas quatro leitos estão ocupados. De acordo com a direção do HJMM, houve uma queda drástica no índice de interação já quem em julho este número chegou a 114% no total.

 

No último boletim epidemiológico, o total de casos confirmados da COVID-19 chegou a 2.715, sendo que, deste total, 2.440 pessoas já se recuperaram. Fabriciano acumula 54 mortes desde o início da pandemia, com 1,9% de taxa de letalidade.

 

Mesmo com a possível desativação de leitos no HJMM, a SGS informou que em nenhum momento a população ficará desassistida e todas as decisões serão avaliadas pelo Comitê Gestor de Crise COVID- 19. Caso haja necessidade, os leitos poderão ser reativados para tratar a doença. 

 

A SGS reforça que todo investimento feito no HJMM durante a pandemia ficará como patrimônio para a própria população, já que todos os equipamentos estarão disponíveis para outros atendimentos de acordo com a demanda, principalmente os leitos de UTI.

 

Os leitos da UTI-COVID-19 em Coronel Fabriciano podem ser destinados ao tratamento de paciente com outras doenças(foto: PMCF/Divulgação)
Os leitos da UTI-COVID-19 em Coronel Fabriciano podem ser destinados ao tratamento de paciente com outras doenças (foto: PMCF/Divulgação)
Por causa da diminuição de casos da COVID-19 na cidade, a SGS alterou o atendimento do Centro de Referência COVID-19, que funciona na Avenida Albert Scharlet, 135. A unidade passou a funcionar de segunda a sábado, das 7h às 19h. Aos domingos e feriados, não haverá atendimento. Nesses dias, os pacientes serão orientados a procurar a UPA 24h - Dr. Walter Maia, localizada na Avenida Maanaim, Bairro Silvio Pereira ll. Já nos casos de urgência, deve-se procurar o Hospital Dr. José Maria Morais, na Rua Argemiro José Ribeiro, 39, Bairro Santa Helena. 

Santana do Paraíso

Em situação oposta a Coronel Fabriciano, Santana do Paraíso, onde fica o aeroporto da Usiminas e serve à região do Vale do Aço, continua registrando números expressivos de casos da COVID-19.

 

Nesta quinta-feira, a Secretaria Municipal de Saúde confirmou mais 15 casos do novo COVID-19, sendo nove mulheres e seis homens, que estão em isolamento domiciliar. Com os novos números, a cidade chega a 1.825 casos confirmados. Dessa lista, 1.754 pessoas se recuperaram, cinco permanecem internadas e 23 morreram por complicações da doença. Outras 43 pessoas estão em isolamento domiciliar. 

Ipatinga

A Prefeitura de Ipatinga registrou, nesta quinta-feira (27), mais três mortes em decorrência de complicações do novo coronavírus. Com esses registros, sobe para 154 o número de mortes pela COVID-19 na cidade. 

 

Uma das vítimas da doença é uma mulher de 62 anos, que estava internada no Hospital Metropolitano da Unimed. A Unimed garantiu ao município que passou aos familiares da paciente todas as informações referentes ao quadro clínico e, após o óbito, orientações quanto aos procedimentos a serem adotados no sepultamento.

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade