Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA EM MINAS

Apenas 5 das 34 cidades da Grande BH não registraram morte por COVID-19

Doença causada pelo novo coronavírus já tirou a vida de 1.392 pessoas na Região Metropolitana de Belo Horizonte


13/08/2020 17:20 - atualizado 13/08/2020 17:51

Confins não tem mortes por coronavírus mas tem 31 diagnósticos positivos para COVID-19 foram confirmados(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press - 12/07/2011)
Confins não tem mortes por coronavírus mas tem 31 diagnósticos positivos para COVID-19 foram confirmados (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press - 12/07/2011)

Os casos de coronavírus aumentam em Minas Gerais e as mortes também. Na Região Metropolitana de Belo Horizonte, apenas cinco dos 34 municípios ainda não tiveram vidas perdidas pela COVID-19. Os dados são do boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG) nesta quinta-feira (13).

As cidades da Grande BH que ainda fogem da triste estatística são Confins, Florestal, Itaguara, Nova União e Rio Acima. Todas têm casos de pessoas infectadas pelo coronavírus, mas muitas delass já se recuperaram e outras ainda estão em acompanhamento.

É o caso de Confins. De acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, 153 casos já foram notificados, mas apenas 31 foram confirmados. Dessas 31 pessoas com a doença, 25 se recuperaram. Ou seja, seis pessoas estão com a doença na cidade. “Graças a Deus não tivemos mortes. Apenas dois pacientes precisaram de internação, mas se recuperaram”, conta o secretário Weslei Denis Ramos.

De acordo com Weslei, entre os moradores que estão doentes, dois são idosos. No entanto, não estão com sintomas graves, fazem o isolamento domiciliar e são acompanhados via telefone diariamente por uma epidemiologista.

“Acredito que temos conseguido bons resultados com a população. Posso dizer que temos visto 95% cumprindo as condições sanitárias, e esse apoio é fundamental porque diminui a transmissão do vírus”, comenta Weslei.

A população da cidade que abriga o Aeroporto Internacional Tancredo Neves é de aproximadamente 7 mil pessoas e não tem estrutura para atendimento grave de pacientes. “Nesses casos, estabilizamos o paciente e levamos para BH”, disse o secretário de Saúde.

Em Florestal

O caso é parecido em Florestal, a 70 quilômetros da capital. Com a mesma população estimada, o município não tem hospital e precisou se preparar para tratar possíveis pacientes com complicações em decorrência da COVID-19. A cidade tem uma Unidade Básica de Saúde que funciona 24 horas, por lá, a Secretaria Municipal de Saúde abriu dois leitos de retaguarda e um deles conta com respirador.

Florestal tem 44 casos confirmados de coronavírus e nenhuma morte(foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press - 28/10/2004)
Florestal tem 44 casos confirmados de coronavírus e nenhuma morte (foto: Juarez Rodrigues/EM/D.A. Press - 28/10/2004)


“Para pacientes graves, a referência é Mateus Leme e Betim, mas procuramos fazer curso para que a equipe consiga trabalhar de forma segura e manter esse paciente estável. Até sete dias a gente vai conseguir manter o paciente aqui enquanto não se consegue essa transferência dele”, explica a secretária de Saúde de Florestal, Ariane Gonçalves Cruz Ribeiro.

A cidade teve 46 casos confirmados e 41 se recuperaram. Outras cinco estão doentes em casa, também com monitoramento por telefone. A secretária avalia que a população aderiu às medidas de isolamento social e uso de máscara no início da pandemia, mas os cuidados não se mantiveram ao longo dos meses, o que preocupa a prefeitura.

“Hoje já tem um relaxamento maior. Temos uma dificuldade enorme do uso da máscara de forma correta e o distanciamento social. A dificuldade hoje para nós é muito maior. Durante cinco meses de tudo que é novo, as pessoas em vez de se proteger mais, vem relaxando cada dia mais”, disse Ariane.

Tem caso, mas não tem morte

No quinteto da Grande BH sem mortes notificadas, Itaguara aparece com o maior número de diagnósticos positivos para o Sars-Cov-2. Por lá são 256 casos.

Rio Acima, a 39 quilômetros da capital e vizinha de Nova Lima já confirmou 135 pessoas com a COVID-19. 

A 65 quilômetros de BH, Nova União é o município do quinteto com menos casos de coronavírus, 27.

Cidades com mais mortes

As cidades da Grande BH com mais casos e mortes são Belo Horizonte, Contagem e Betim. As cidades com apenas um óbito notificado por COVID-19 são Baldim, Taquaraçu de Minas e Capim Branco. Confira o ranking:


Município/Mortes por COVID-19
  • Belo Horizonte - 740
  • Contagem - 214
  • Betim - 119
  • Ribeirão das Neves - 89
  • Santa Luzia - 42
  • Ibirité - 38
  • Sabará - 28
  • Vespasiano - 15
  • Nova Lima - 13
  • São Joaquim de Bicas - 12
  • Esmeraldas - 10
  • Pedro Leopoldo - 8
  • Igarapé - 7
  • Jaboticatubas - 7
  • Lagoa Santa - 7
  • São José da Lapa - 6
  • Sarzedo - 6
  • Mário Campos - 5
  • Brumadinho - 4
  • Itatiaiuçu - 4
  • Juatuba - 4
  • Mateus Leme - 3
  • Rio Manso - 2
  • Caeté - 2
  • Matozinhos - 2
  • Raposos - 2
  • Baldim - 1
  • Taquaraçu de Minas - 1
  • Capim Branco - 1
  • Confins - 0
  • Florestal - 0
  • Itaguara - 0
  • Nova União - 0
  • Rio Acima - 0

Fonte: Secretaria de Estado de Saúde (SES-MG)

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade