Publicidade

Estado de Minas RETOMADA AOS POUCOS

COVID-19: Governo comemora adesão ao novo Minas Consciente, mas pede cautela

Segundo o secretário de Estado da Saúde, Carlos Eduardo Amaral, maior flexibilização das regras é conquista da sociedade, que não pode relaxar no combate ao novo coronavírus


10/08/2020 14:20 - atualizado 10/08/2020 14:59

Secretário de Estado da Saúde, Carlos Eduardo Amaral, pede que os cidadãos sigam tomando cuidado e dstaca importância do uso de máscaras no combate ao novo coronavírus(foto: Pedro Gontijo/Imprensa MG)
Secretário de Estado da Saúde, Carlos Eduardo Amaral, pede que os cidadãos sigam tomando cuidado e dstaca importância do uso de máscaras no combate ao novo coronavírus (foto: Pedro Gontijo/Imprensa MG)
O Governo de Minas comemora a maior adesão ao Minas Consciente depois da reformulação do programa, criado para promover a retomada das atividades econômicas de acordo com o controle da pandemia de COVID-19 por região. Porém, deixa claro que é preciso que todos os cidadãos continuem atentos, inclusive aqueles habitantes de municípios que agora se enquadram na onda amarela, que permite a abertura de serviços não essenciais.

Se antes não mais de 30% dos municípios respeitavam as "ondas" criadas pelo Executivo estadual, agora são mais de 70%, superando 10 milhões de pessoas. “Em relação ao novo Minas Consciente e à retomada de atividades em mais de 600 municípios, é importante ressaltar que são uma conquista da sociedade, que respeitou os cuidados neecessários, como o distanciamento social. Então, isso tem de ser mantido, pois o vírus continua circulando. Em vários países do mundo foram registradas e ainda estão sendo novas ondas (de contágio). Então, no contexto do estado, estamos conseguindo manter a pandemia estável, mas isso não significa que ela está cedendo. Não podemos parar de usar as máscaras. Elas são as formas mais simples de proteção. Conseguimos limitar o grau de contaminação e temos de continuar fazendo isso”, disse o secretário de Estado da Saúde, Carlos Eduardo Amaral.

Pelas novas regras, para evoluir da onda vermelha (serviços essenciais) para a amarela (que inclui não essenciais, como bares e resturantes, além de lojas de diversos segmentos), o município deve cumprir as restrições da primeira fase por sete dias. Em seguida, para passar para a onda verde, é preciso esperar 28 dias. As cidades podem ser obrigadas a retroceder de onda caso os dados epidemiológicos mostrem avanço descontrolado da doença. 

Municípios menores 

Uma novidade do novo Minas Consciente são as regras específicas para municípios com população menor ou igual a 30 mil pessoas. As cidades que se enquadram nesse critério e que registraram menos de 50 casos de COVID-19 para cada 100 mil habitantes nos últimos 14 dias estão autorizadas a ir direto para a onda intermediária (amarela).

“A migração nas ondas do Minas Consciente é mais que uma permissão da Secretaria de Estado da Saúde. É uma conquista da sociedade. Onde avança é porque a população está tendo comportamento adequado, está contribuindo para a contenção do vírus. E tem que continuar assim. Peço a todos, seja qual for a atividade econômica, que verifiquem se o protoclo está sendo seguido à risca. É isso que vai refletir lá na frente na diminuição da doença, na melhora de indicadores e, consequentemente, no avanço nas ondas”, declarou Amaral.

Minas totaliza 3.597 mortes pela COVID-19 desde março, quando houve a primeira vítima fatal. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde (SES), são 155.075 casos da doença em Minas.

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade