Publicidade

Estado de Minas RETOMADA DA ECONOMIA

Saiba como vai funcionar a reabertura de bares, restaurantes e lanchonetes em Contagem

Estabelecimentos do tipo, além de shoppings e salões de beleza, estão autorizados a reabrir a partir desta sexta-feira


07/08/2020 09:12 - atualizado 07/08/2020 14:15

Bares, restaurantes e lanchonetes poderão funcionar a partir desta sexta-feira em Contagem(foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Bares, restaurantes e lanchonetes poderão funcionar a partir desta sexta-feira em Contagem (foto: Jair Amaral/EM/D.A Press)
Bares, restaurantes e lanchonetes, além de shoppings e salões de beleza, estão autorizados a retomar os negócios a partir desta sexta-feira (7) em Contagem, na Grande BH. A decisão, publicada no Diário Oficial do Município (DOM) nessa quinta (6) estabelece regras para reabertura dos setores, mas contraria o Minas Consciente - programa criado pelo governo de Minas para nortear municípios no reaquecimento da economia -, que a cidade vizinha de Belo Horizonte faz parte, de acordo com o estado.

De acordo com o Minas Consciente, Contagem está na onda vermelha, ou seja, só está permitido o funcionamento do comércio considerado essencial. Segundo a Prefeitura de Contagem, o decreto publicado nessa quinta revoga a portaria que prevê a adesão do município ao plano elaborado pelo governo do estado.

De acordo com o decreto, a retomada dos negócios na cidade foi motivada pelo fato de Lagoa Santa, Betim e Belo Horizonte seguirem pelo mesmo caminho. 

De acordo com as regras estabelecidas no decreto que libera o funcionamento de bares, restaurantes e lanchonetes, os estabelecimentos terão que disponibilizar dispensers de álcool em gel 70% na entrada, para que os clientes higienizem as mãos ao chegar e deixar os locais. Cada consumidor poderá ficar por até 1h nos comércios do setor, sendo que o uso da máscara é obrigatório, podendo tirar apenas no momento da alimentação.

Os estabelecimentos também terão que fazer o controle de tal forma que não ultrapasse o limite de capacidade máxima de 1/3 (um terço) dos locais. As calçadas não poderão ser utilizadas para a instalação de mesas e cadeiras, que terão de ficar distantes por dois metros umas das outras na parte interna dos comércios. Cada mesa poderá ser ocupada por no máximo quatro pessoas. O distanciamento mínimo de dois metros também terá que ser respeitados entre funcionários e/ou clientes.

Os tradicionais espaços kids não poderão funcionar, assim como o sistema self service pelo próprio cliente. Neste caso, um funcionário do estabelecimento terá que montar o prato. O serviço à la carte é uma opção. Para servir os alimentos aos clientes, a prefeitura recomenda que sejam utilizados recipientes e utensílios descartáveis, como talheres, copos e garfos. 

Cardápios, máquinas de cartão, mesas, cadeiras, entre outros, terão de ser higienizados periodicamente. Pisos e banheiros terão que passar por limpeza de três em três horas, no mínimo. Além da utilização da máscara, a face shield é recomendável para funcionários que tenham um contato maior com o público. Colaboradores também terão de utilizar luvas. Caso alguém apresente sintomas de COVID-19, ou resultado positivo para a doença, o superior tem de ser avisado. Caberá aos responsáveis dos estabelecimentos assegurar o distanciamento entre clientes em filas para pagamento, no acesso aos comércios, entre outros.

O horário de funcionamento permitido para bares, restaurantes e lanchonetes será entre 11h e 21h de segunda à sábado. Até o próximo sábado, shoppings ficam abertos entre 12h e 20h, tendo os dias de abertura alterados a partir de semana que vem entre quarta e sexta. Galerias e centros comerciais podem funcionar entre 11h e 19h, enquanto no sábado (8) abrem de 9h às 15h. Na semana que vem, abrem de quarta à sexta, entre 11h às 19h.

Já os salões de beleza funcionam de quinta a sexta, entre 11h e 20h. Nos sábados, o horário é de 9h às 17h. Apenas um cliente poderá ser atendido por vez. Eventos no formato drive-in, ou seja, aqueles onde o cliente acompanha tudo de dentro do próprio carro, podem ser realizados de sexta a domingo, entre 14h e 23h.

De acordo com o último boletim epidemiológico divulgado pela Prefeitura de Contagem, o município tem 4.144 casos confirmados de COVID-19 e 194 óbitos provocados pela doença.

A decisão da reabertura de alguns setores do comércio em Contagem também foi pautada, de acordo com a prefeitura, na queda de indicadores, como procura de atendimento, média de ocupação de leitos de UTI e enfermaria, além da aquisição de respiradores e abertura de vagas de UTI na próxima semana. O Executivo municipal também aguardou possível decisão judicial contrária à flexibilização do comércio em BH, o que não ocorreu.

"A Prefeitura de Contagem se ampara em entendimento do Supremo Tribunal Federal (STF), de que os Municípios têm autonomia para traçar as diretrizes de enfrentamento à COVID-19, incluindo o funcionamento do comércio", finaliza a nota.

A Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico disse que, "para maior segurança da população e melhor experiência de consumo, o plano deve ser seguido integralmente pelos municípios que aderiram ao Minas Consciente. Em caso de continuo descumprimento, o município pode ser retirado da lista de aderidos".

A pasta também informou que o governo de Minas ainda não recebeu solicitação de saída de Contagem do plano e que oficiará a prefeitura acerca do fato, para reiterar o compromisso com o programa.

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade