Publicidade

Estado de Minas REABERTURA DO COMÉRCIO

Em BH, Galeria do Ouvidor reabre com filas; comerciantes comemoram

Clientes fizeram estoque dos produtos com receio de um novo recuo da Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) na flexibilização das regras de isolamento social


06/08/2020 14:00 - atualizado 06/08/2020 15:28

No primeiro dia de reabertura do comércio, fila na entrada da Galeria do Ouvidor(foto: Gladyston Rodrigues/ EM/ D.A Press)
No primeiro dia de reabertura do comércio, fila na entrada da Galeria do Ouvidor (foto: Gladyston Rodrigues/ EM/ D.A Press)
Após quatro meses fechada e protestos pela reabertura, a Galeria do Ouvidor voltou a funcionar com permissão da prefeitura de Belo Horizonte nesta quinta-feira (6). Comerciantes comemoraram e clientes fizeram até estoque com receio de recuo do prefeito Alexandre Kalil na flexibilização das regras de isolamento social.
 
A vendedora Fátima Xavier, de 66 anos, conta que os pais têm a loja desde o início da galeria, nos anos 60, e foi a primeira vez que as portas não se abriram. "Estamos desde 19 de março lacrados dentro de casa. Não vamos reeleger ninguém", responde a empresária em tom político.

Para ela, a expectativa para reabertura é a melhor possível. A sensação é a mesma dividida com David Maxwell, de 29, vendedor em uma loja de bijouterias. "A gente espera que as vendas voltem como era antes", conta, preocupado com a COVID-19. "Pelas normas de segurança, estamos protegidos. A gente usa o álcool, usa máscara... Ninguém quer ficar doente."

Ver galeria . 11 Fotos Galeria do Ouvidor voltou a funcionar com a flexibilização e reabertura do comércio de BHGladyston Rodrigues/EM/D.A. Press
Galeria do Ouvidor voltou a funcionar com a flexibilização e reabertura do comércio de BH (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press )
O administrador da galeria, Valter Faustino da Silva, de 65, diz que a vontade era de que a abertura fosse permitida todos os dias, mas que a decisão já acende  "uma luz no fim do túnel". "Vai depender do comportamento das pessoas. Fora isso, estamos muito otimistas, nos preparamos bem. Distanciamento, higienização e só podem entrar 300 pessoas ao mesmo tempo", disse.

Os clientes fiéis da galeria também aproveitaram. A artesã Gleice Gomes dos Santos Cruz, de 52, conta que foi um transtorno ter que fazer as compras em outras lojas durante a quarentena. "Estava terrível. Quando a gente achava pra comprar o que queríamos, o preço era muito alto. Aqui (Galeria do Ouvidor) é mais em conta", comenta.

A artesã foi com a vizinha Maria José da Silva e a filha dela, para ajudar a carregar o estoque. "Compramos muito, para uns três ou quatro meses com medo de fechar. Se o Kalil resolver fechar, não precisamos ficar paradas", explica.
 

Fiscalização


Por volta das 14h, durante fiscalização da prefeitura, os fiscais pediram que a administração da galeria fizessem o controle do distanciamento na fila do lado de fora.

"É uma fiscalização orientativa. Estamos deparando com uma fila com aglomeração. O estabelecimento é obrigado a organizar a fila. A parte de fora tem que ser organizada. Caso não consigamos organizar agora, vamos produzir documento alertando o funcionamento da galeria", conta Wilber Henrique, fiscal de controle urbanístico e ambiental. 
 
 

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp



Como a COVID-19 é transmitida?


A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?



Como se prevenir?


A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê



Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

 

Vídeo explica porque você deve aprender a tossir



VIDEO1]

Mitos e verdades sobre o vírus


Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade