Publicidade

Estado de Minas SANTANA DO RIACHO

Serra do Cipó registra os sete primeiros casos de COVID-19

Decreto divulgado pela prefeitura em julho vai flexibilizar ainda mais o comércio a partir da semana que vem


01/08/2020 13:14 - atualizado 01/08/2020 14:38

Cidade turística Santana do Riacho, na Serra do Cipó, vai flexibilizar o comércio na próxima semana com os primeiros sete casos de Covid-19 confirmados(foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
Cidade turística Santana do Riacho, na Serra do Cipó, vai flexibilizar o comércio na próxima semana com os primeiros sete casos de Covid-19 confirmados (foto: Leandro Couri/EM/DA Press)
A Secretaria de Saúde de Minas Gerais confirmou nessa sexta-feira os sete primeiros casos de coronavírus em Santana do Riacho, na Serra do Cipó. O município de 4,2 mil habitantes até então era o único da Grande BH a não registrar infectados pela doença. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde, os sete pacientes já foram colocados em isolamento domiciliar e serão monitorados diariamente pelas autoridades de saúde.

No fim de junho, a cidade recuou na flexibilização do comércio, mas vinha se preparando para reabrir as atividades a partir da próxima segunda-feira (3/8). Inicialmente, a prefeitura havia decretado lockdown em 1º de maio devido ao grande número de turistas na Serra do Cipó. No entanto, autorizou o funcionamento de pousadas e hoteis no fim de junho, durante o feriado de Corpus Christi, o que dividiu opiniões.

Com receio de que a flexibilização aumentaria o foco da COVID-19, moradores chegaram a protestar ao ocupar a saída da ponte que liga Jaboticatubas e Santana do Riacho, pedindo que turistas não ocupassem o local.

Com relação ao novo decretado assinado pelo prefeito André Torres (PTB), comerciantes terão de se adequar às rígidas normas de segurança para reabrir as atividades a partir da semana que vem. Os estabelecimentos deverão preencher um formulário eletrônico, no qual se comprometerão a cumprir as regras. Com os primeiros casos, no entanto, a prefeitura deve reavaliar o decreto, divulgado em 14 de julho.

Em vídeo divulgado nas redes sociais, o próprio prefeito afirmou que estava em quarentena por feito viajado a Brasília nos últimos dias e ter contato com uma pessoas que testou positivo. "Estou passando para justificar minha ausência presencial na prefeitura por uns dias. Estou recomendado sob orientação médica a ficar em quadro de isolamento por ter feito uma viagem a Brasília, onde conseguimos recursos importantes para nosso município. Vamos gradativamente acompanhando a evolução dos casos no nosso município. Tivemos dois casos, mas não é motivo de desespero. Desde 19 de março, somos um dos poucos a não registrar casos, mas é inevitável."
 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 





 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade