Publicidade

Estado de Minas DOAÇÃO

Santa Casa de Barbacena faz nova campanha para arrecadação de fundos

Instituição vai lançar, no próximo mês, uma nova ação direcionada a dar suporte à Casa do Velho Amigo, setor que cuida de idosos


31/07/2020 18:19 - atualizado 31/07/2020 20:13

Campanha de arrecadação para a Casa do Velho Amigo terá início no próximo mês(foto: Divulgação/ Santa Casa de Barbacena)
Campanha de arrecadação para a Casa do Velho Amigo terá início no próximo mês (foto: Divulgação/ Santa Casa de Barbacena)
Referência para 51 municípios da Macro Regional, a Santa Casa de Misericórdia de Barbacena, no Campo das Vertentes, iniciou, em 2018, um projeto de arrecadação de fundos para ajudar a cobrir as despesas da unidade. Segundo a administração do hospital, a instituição vai lançar, no próximo mês, uma nova ação direcionada a dar suporte à Casa do Velho Amigo – setor da Santa Casa que cuida de idosos. 

Segundo a Santa Casa, são realizadas campanhas de acordo com o atual cenário de necessidade da instituição. Este projeto, por sua vez, refere-se a pedidos de doações por meio das contas de telefone e de energia.

O procedimento ocorre da seguinte maneira: os atendentes do telemarketing ligam para as pessoas e perguntam se elas têm interesse de ajudar a instituição com algum valor, e, caso a resposta seja positiva, eles explicam como será feita a doação. A quantia doada é acrescida na conta telefônica do mês seguinte. 

A unidade de saúde também informou que atualmente a casa tem duas unidades de terapia intensiva (UTIs) com 20 leitos, sendo 10 para atendimento adulto, oito para neonatologia e dois para pediatria.  

Ainda segundo o hospital, a unidade atende uma cobertura populacional de quase 800 mil pessoas e tem 132 leitos credenciados aos serviços exclusivos pelo Sistema Único de Saúde (SUS). 

Em abril, a Santa Casa habilitou mais 10 leitos de UTI emergencial - exclusivos para pacientes com coronavírus - e 20 leitos clínicos de emergência. A taxa de ocupação dos leitos de COVID-19 está em 20%, como informado por Gisele Campos, funcionária do setor jurídico da Santa Casa.

A administração da unidade ainda disse que “no primeiro momento, os leitos foram custeados pelo município, e agora foram habilitados pelo Ministério da Saúde”. 

Outras campanhas


Na busca de recursos para não paralisar os serviços que são essenciais para toda a Barbacena e macrorregião, a direção e provedoria da Santa Casa apresentou outros projetos para angariar recursos.

No fim de 2018, foi firmado um convênio entre a unidade de saúde e a Companhia Energética de Minas Gerais (Cemig). A parceria possibilitou a arrecadação de doações da população por meio da conta de energia elétrica.

O hospital também criou o programa de contribuição voluntária - conhecido como Santa Saúde – onde os contribuintes têm uma rede de benefícios e descontos em vários segmentos da cidade. Dentre essas vantagens estão inclusos descontos em consultas particulares com especialistas, exames, farmácias e lojas. 

Ainda de acordo com a Santa Casa, nenhuma campanha tem valor estipulado a ser arrecadado, pois a quantia será usada para diminuir os gastos da unidade com o atendimento à população. As doações podem ser realizadas através de desconto na conta da Cemig e operadoras telefônicas e também por depósito bancário.

Para doar, por meio de depósito, basta ir debitar na conta do Banco do Brasil, agência: 0062-0, conta corrente: 255776-2 em nome da Santa Casa de Misericórdia de Barbacena.

COVID-19 em Barbacena


Barbacena registrou, até a noite dessa quinta-feira (30), 511 casos confirmados da doença, sendo que sete terminaram em morte. Já se recuperaram 480 pessoas. Uma ainda está internada no município e outras 23 estão cumprindo o isolamento domiciliar.

Segundo o boletim epidemiológico da prefeitura, 2.518 pessoas já notificaram a Secretaria Municipal de Saúde sobre a possibilidade de terem contraído a COVID-19.
 
*Estagiário sob supervisão da subeditora Ellen Cristie.  
 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade