Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Médico é o primeiro a testar vacina contra COVID-19 em BH

Profissional da saúde, de 30 anos, foi o primeiro a chegar ao posto montado na Pampulha para realização da terceira fase de testes com a vacina chinesa CoronaVac


31/07/2020 09:23 - atualizado 31/07/2020 12:46

André Ribeiro (de azul) foi o primeiro voluntário a comparecer ao Centro de Saúde Jardim Montanhês para receber vacina contra COVID-19 em BH(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
André Ribeiro (de azul) foi o primeiro voluntário a comparecer ao Centro de Saúde Jardim Montanhês para receber vacina contra COVID-19 em BH (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
André Ribeiro, jovem médico de 30 anos, foi o primeiro voluntário de Belo Horizonte a se apresentar esta manhã para receber a CoronaVac, vacina contra o novo coronavírus desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac Biotech, em parceria com o Instituto Butantan. "É uma boa oportunidade e momento importante para a medicina", disse o profissional, que atua no Centro de Saúde Jardim Montanhês, local em que o imunizante será aplicado nesta sexta-feira (31), entre 8h e 17h. 

Apressado, o médico chegou à Unidade Básica de Saúde (UBS) por volta de 8h40. A equipe do Centro de Pesquisa e Desenvolvimento de Fármacos do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) da UFMG, que coordena os testes na capital, estava de prontidão desde 7h. O coordenador do experimento, professor Mauro Teixeira, dará detalhes sobre os procedimentos logo mais, às 15h. 

O sinal verde para os testes, que avançam para a terceira fase - foi dado pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) no dia 3 de julho. Os trâmites de recrutamento de voluntários tiveram início pouco depois, a partir de 13 de julho, no Distrito Federal e em seis estados - São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Distrito Federal, Rio Grande do Sul e Paraná. O estudo conta com 9 mil participantes cadastrados em 12 centros de pesquisa pelo país, incluindo a UFMG - todos profissionais de saúde que atuam na linha de frente do combate à pandemia de COVID-19. Em Minas, o grupo reúne 852 pessoas. 

O laboratório chinês disponibilizou 20 mil ampolas ao Brasil - 850 delas foram entregues à UFMG. Comprovada a eficácia da vacina, o próximo passo é o registro das doses junto à Anvisa. Já há um acordo entre o Butantan e a Sinovac para a produção de 100 milhões de unidades do imunizante. Destas, 60 mihões ficarão no Brasil. As demais serão enviadas a Pequim.

Segundo o diretor do Instituto Butantan, Dimas Covas, os ensaios clínicos da fase 3 custaram cerca de R$ 85 milhões, pagos integralmente pelo governo de São Paulo. Otimista, o governador João Dória previu, nessa segunda-feira (27), que a CoronaVac estará disponível gratuitamente à população brasileira a partir de janeiro de 2021


***


O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade