Publicidade

Estado de Minas CENTRO-OESTE

Coronavírus: 69 profissionais da saúde de Pompéu testaram positivo

Prefeitura realizou, na semana passada, rastreamento epidemiológico em unidades de saúde para detectar casos da COVID-19


14/07/2020 17:08 - atualizado 14/07/2020 18:04

Em 3 de março, os profissionais da saúde de Pompéu receberam treinamento sobre coronavírus (foto: Divulgação/ Prefeitura de Pompéu)
Em 3 de março, os profissionais da saúde de Pompéu receberam treinamento sobre coronavírus (foto: Divulgação/ Prefeitura de Pompéu)
A Prefeitura de Pompéu, Região Centro-Oeste de Minas Gerais, anunciou, na sexta-feira (10), os resultados do rastreamento epidemiológico realizado em todos os profissionais da saúde para monitorar a situação da pandemia do novo coronavírus (Sars-Cov-2) na cidade. Segundo os testes, 69 profissionais estão infectados pela COVID-19.
 
De acordo com o prefeito Ozéas da Silva Campos (PRB), foram realizados mais de 300 testes em profissionais que atuam na linha de frente do combate à pandemia, entre eles atendentes de farmácia, clínicas de saúde, funcionários de Unidades Básicas de Saúde (PSF) e da Santa Casa de Misericórdia. 

Segundo o Executivo municipal, o rastreamento epidemiológico teve início na segunda-feira (6). No primeiro dia de testagem foram detectados 21 novos casos da COVID-19, em três PSFs da cidade. Na terça-feira (7), mais seis ocorrências foram registradas em outras três unidades.

No decorrer da semana, mais 43 novos casos entraram no registro, sendo 11 na quarta-feira (8), 21 na quinta-feira (9) e 10 no último dia de realização dos exames.
 
Os profissionais que tiveram diagnóstico confirmado foram afastados para cumprir o período de isolamento domiciliar
 
Ainda segundo o prefeito, “ao observar esse cenário e também levar em consideração as orientações do Tribunal de Justiça (TJ), que, nessa quinta-feira (9), determinou que os municípios seguissem as orientações do estado, nós (prefeitura) editamos o Decreto nº 2.052.”

A nova norma, publicada no Diário Oficial dos Municípios, tem validade de 15 dias, podendo ser prorrogada, e entrou em vigor ontem. 

decreto vigente restringe o funcionamento amplo das atividades econômicas na cidade, que foram retomadas em 4 de junho, e permite que só aquelas consideradas essenciais continuem valendo. Em caso de descumprimento da lei, os proprietários dos estabelecimentos poderão sofrer punições das autoridades fiscalizadoras. 

Surto no presídio


Presídio de Pompéu teve surto de COVID-19(foto: Reprodução/ Internet)
Presídio de Pompéu teve surto de COVID-19 (foto: Reprodução/ Internet)
Em 12 de junho, a Secretaria Municipal de Saúde anunciou que nove detentos do presídio de Pompéu contraíram a COVID-19. A secretária da pasta, Fernanda Guimarães, explicou que o fato se deu em decorrência do contato de dois detentos infectados, que foram transferidos do presídio de Bom Despacho, a 70km de Pompéu. 

“Esses dois detentos testaram positivos e, por isso, nós (da Secretaria Municipal de Saúde) demos andamento nas investigações na localidade. Foram realizados 88 testes, sendo seis detentos positivos, um agente penitenciário e os dois já infectados”, informou. 

Seis dias após o registro na unidade prisional, mais 24 detentos tiveram confirmado o diagnóstico para a doença

O prefeito Ozéas da Silva Campos informou, por meio de um vídeo divulgado no site da prefeitura, na semana passada, que mais três presos testaram positivo para a presença do vírus. Ao todo, 36 detentos e mais um agente penitenciário foram contaminados. 

COVID-19 em Pompéu


Pompéu registrou, até a tarde desta terça-feira (14), 170 casos confirmados da doença, sendo que um terminou em morte. Já se recuperaram 102 pessoas. Duas ainda estão internadas na Santa Casa e outras 65 estão cumprindo o isolamento domiciliar.

Segundo o boletim epidemiológico da prefeitura, 1.046 pessoas já notificaram a Secretaria Municipal de Saúde sobre a possibilidade de terem contraído a COVID-19.

Em relação aos 170 casos positivos do novo coronavírus em Pompéu, 69 são de funcionários da Saúde, 37 estão ligados a unidade prisional e 64 são da ampla população.
 
*Estagiário sob supervisão da subeditora Kelen Cristina
 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade