Publicidade

Estado de Minas ISOLAMENTO?

Boteco e cooper: domingo tem furões de quarentena da COVID-19 em BH

Reportagem do Estado de Minas flagrou aglomerações e pessoas sem máscara no Padre Eustáquio e no Mangabeiras


postado em 28/06/2020 13:09 / atualizado em 28/06/2020 13:31

Pista de cooper lotada na Avenida José Patrocínio Pontes, Bairro Mangabeiras(foto: Leandro Couri/EM/D.A. Press)
Pista de cooper lotada na Avenida José Patrocínio Pontes, Bairro Mangabeiras (foto: Leandro Couri/EM/D.A. Press)

Corrida pela atividade física e corrida aos botecos. Neste domingo, Belo Horizonte registrou mais uma vez os ‘furões’ da quarentena que provocaram aglomerações e desrespeitaram o decreto que obriga o uso de máscaras faciais como medida de prevenção ao novo coronavírus.

A pista de cooper da Avenida José Patrocínio Pontes, Bairro Mangabeiras, Região Centro-Sul da capital, estava lotada de pessoas fazendo caminhadas – algumas delas sem máscaras.

Na esquina da Rua Padre Eustáquio com Rua Progresso, apesar de um bar não receber clientes no interior do estabelecimento, a reportagem do Estado de Minas flagrou homens tomando cerveja do lado de fora, mesmo em época de pandemia e distanciamento social.

Joana Cordeiro, dona do Paulinos Bar, teve que se reinventar para minimizar os impactos financeiros em seu estabelecimento. A comerciante começou a vender marmitex, porém, da porta para fora. Ela disse que, apesar dessas medidas, a Guarda Civil já foi ao local por causa de denúncias de aglomeração do lado de fora.

“Vira e mexe a Guarda Municipal vem e fala que teve denúncia, mas a polícia que tem que vir e espantar eles. Eu vendo e o pessoal leva (o produto), mas não tenho poder de falar: ‘some da minha frente’. Se a polícia vem e tira eles, seria bom”, explica Joana.

Proprietária de bar no Padre Eustáquio pede para clientes saírem mas não adianta(foto: Leandro Couri/EM/D.A. Press)
Proprietária de bar no Padre Eustáquio pede para clientes saírem mas não adianta (foto: Leandro Couri/EM/D.A. Press)


A proprietária disse que pede para que os clientes se afastem, mas nem sempre consegue controlar o movimento. “Preciso vender. Não posso correr o risco de nada. Trabalho sob pressão. Não consigo vigiar a rua. Não deixo ninguém entrar, até pela minha segurança, não quero ter o risco de ter contato com as pessoas. Quem tem que vigiar a rua é a polícia.”

Como denunciar

A alta no número de casos de COVID-19 em Minas e BH foi determinante para que estado e prefeitura adotassem medidas mais rígidas. Aglomerações, festinhas, estabelecimentos abertos que não constam da lista de "serviços essenciais", circulação nas ruas sem máscaras. Todas as atitudes, consideradas como furos da quarentena podem ser denunciadas à Prefeitura de Belo Horizonte ou à Polícia Militar

O cidadão que flagrar qualquer desvio das recomendações das autoridades sanitárias em relação à pandemia do coronavírus deve acionar o telefone 156 da PBH ou o 190 da Polícia Militar e denunciar a situação. A Ouvidoria do município também pode ser acionada através do serviço "Fale Conosco" do portal da PBH.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp



Como a COVID-19 é transmitida?


A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?



Como se prevenir?


A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê



Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

 

Vídeo explica porque você deve aprender a tossir



VIDEO1]

Mitos e verdades sobre o vírus


Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:


Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade