Publicidade

Estado de Minas TURISMO

Coronavírus: Serra do Cipó recua na flexibilização do comércio

Comércios essenciais e segmentos já autorizados poderão continuar funcionando, desde que sigam todas as regras dos decretos anteriores


24/06/2020 11:48 - atualizado 24/06/2020 15:20

Moradores chegaram a fazer manifestações contrárias à flexibilização(foto: Leandro Couri/EM/D.A. Press)
Moradores chegaram a fazer manifestações contrárias à flexibilização (foto: Leandro Couri/EM/D.A. Press)
Está suspensa a terceira fase da reabertura dos comércios e serviços do município de Santana do Riacho, na Serra do Cipó, prevista para esta quinta-feira (25). A decisão foi comunicada pelo Comitê de Enfrentamento ao Coronavírus da prefeitura, por meio do decreto 045/PMSR/2020, publicado na manhã desta quarta. Os comércios essenciais e segmentos já autorizados poderão continuar funcionando, seguindo, sem exceções, as regras dos decretos anteriores. A Lapinha da Serra continua totalmente fechada para todas as atividades.
 
A decisão foi comunicada por meio de grupos de WhatsApp da comunidade que, desde quando foi determinada a reabertura, se divide entre os que são contra e a favor da flexibilização. O "passo atrás" foi dado por conta das condições precárias de pronto-atendimento para o caso de um surto da doença.

Entre os argumentos acolhidos pelo decreto para o recuo na flexibilização estão o fato de Lagoa Santa e Belo Horizonte estarem com capacidade de lotação de leitos já acima de 80%, dificuldades estaduais com o abastecimento de anestésicos e relaxantes musculares para pacientes internados, o aumento de casos confirmados e de óbitos na região, além das orientações do governo estadual para interrupção de reaberturas de comércios e serviços na macrorregião Central, da qual Santana do Riacho faz parte.
 
Serviços de alimentação podem trabalhar com entrega em domicílio ou no balcão, conforme já estabelecido. O documento é assinado pelo prefeito André Ferreira Torres mas, segundo moradores locais, a decisão se deve também a pressão da comunidade que, desde o início de junho, quando pousadas foram reabertas, se organizou para tentar impedir que o turismo desenfreado voltasse em pleno momento de crescimento do número de infectados pelo novo coronavírus.

Ver galeria . 5 Fotos Comércios essenciais e segmentos já autorizados poderão continuar funcionando, desde que sigam todas as regras dos decretos anterioresLeandro Couri/EM/D.A Press
Comércios essenciais e segmentos já autorizados poderão continuar funcionando, desde que sigam todas as regras dos decretos anteriores (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press )


No dia 11, moradores ocuparam a saída da ponte que liga os municípios de Jaboticatubas e Santana do Riacho pedindo para os turistas não ocuparem o local. No entanto, no dia seguinte, a reportagem flagrou uma fila quilométrica de carros, causando um congestionamento logo na entrada da Serra, mesmo com todas as cachoeiras fechadas.
 
Segundo uma das lideranças, após a reabertura muitas pessoas foram flagradas sem máscaras andando pelas ruas, invadindo área de cachoeiras, que estão proibidas de serem usadas, bem como uma quantidade enorme de lixo no local.

"Enquanto  os contrários à flexibilização denunciam a falta de condições sanitárias do município para cuidar de pacientes com suspeita do novo coronavírus, os que apoiam a volta às atividades defendem a retomada com cautela, mas não estão dando a devida estrutura, o que nos motivou a entrar com uma ação popular contra a flexiblilização", conta.

A ação ainda não teve julgamento mas, por outro lado, a comunidade acredita que o recuo já foi uma resposta positiva para boa parte da comunidade local.
 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade