Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

'Quem tem medo de buzina é cachorro distraído', diz Kalil sobre protestos

Prefeito de Belo Horizonte disse que não viu a manifestação mas também não entendeu para quem era o 'buzinaço' durante a carreata pró-Bolsonaro


postado em 27/04/2020 14:23 / atualizado em 27/04/2020 17:00

"Infelizmente eu não vi a ovada, queria ter visto", comentou o prefeito sobre a carreata pró-Bolsonaro (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)

O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil, mostrou que não deve ceder aos protestos para flexibilizar as medidas de isolamento social na capital. "Quem tem medo de buzina é cachorro distraído atravessando a rua, e não o prefeito de BH", disse Kalil ao mencionar a carreata de protesto que foi até a casa dele nesse domingo (26), no bairro de Lourdes.

 

manifestação em apoio ao presidente Jair Bolsonaro foi recebida com ovos quando os participantes chegaram ao bairro que o prefeito mora, na Região Centro-Sul da capital. “Eu não vi a manifestação. Infelizmente eu não vi a ovada, queria ter visto”, disse Kalil, explicando que seu quarto não fica de frente para a rua. “A buzina eu não sabia se era pro STF, se era pro Rodrigo Maia, se era pra mim, se era pro Congresso. Eu honestamente não sabia”, comentou o prefeito.

 

Kalil se reuniu nesta segunda-feira (27) com os prefeitos Alex de Freitas, de Contagem, Vitor Penido, de Nova Lima, e Vittorio Medioli, de Betim, na Prefeitura de Belo Horizonte para tratar de ações conjuntas de combate à COVID-19. O encontro foi realizado no fim desta manhã, na sede da Prefeitura de Belo Horizonte.

 

Desde o registro dos primeiros casos na capital, Kalil tem seguido as orientações de infectologistas para adotar as medidas de isolamento social. No entanto, manifestantes a favor de Jair Bolsonaro (sem partido) saíram às ruas para atacar o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal (STF), além de não poupar críticas ao ex-ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, e ao prefeito da capital mineira, Alexandre Kalil (PSD). O ato pedia ainda uma intervenção militar. Os manifestantes hostilizaram os jornalistas que faziam a cobertura do movimento.

 

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Gráficos e mapas atualizados: entenda a situação agora
Vitamina D e coronavírus: o que já sabemosCoronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa
Animais de estimação no ambiente doméstico precisam de atenção especial
Coronavírus x gripe espanhola em BH: erros (e soluções) são os mesmos de 100 anos atrás

Vídeo: coronavírus, quando isso tudo deve acabar?  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade