Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Betim fará correção em medidas de flexibilização de comércio, diz Medioli

Prefeito destacou que cidade é responsável por grande parte da arrecadação de Minas mas alguns setores que retornaram às atividades não respeitaram medidas de prevenção


postado em 27/04/2020 13:43 / atualizado em 27/04/2020 17:07

Prefeito de Betim, Vittorio Medioli, defende que sociedade aprenda a conviver com o coronavírus(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)
Prefeito de Betim, Vittorio Medioli, defende que sociedade aprenda a conviver com o coronavírus (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A. Press)

A Prefeitura de Betim, na Região Metropolitana de Belo Horizonte seguirá com a flexibilização do isolamento social mas vai precisar corrigir algumas medidas, informou o prefeito Vittorio Medioli, após reunião com os prefeitos de Belo Horizonte, Contagem e Nova Lima. Medioli também anunciou, na tarde desta segunda-feira, que o município terá "túneis de desinfecção".
 
“Betim assumiu algumas medidas de flexibilização com multas. São normas muito rígidas, nem todos aderiram à ela", disse o prefeito. No entanto, Medioli confirmou que será editado novo decreto para retirar alguns setores da medida. “Hoje lançaremos novo decreto corrigindo a flexibilização porque havia um compromisso de setores organizados que abririam dentro de condições adequadas e não aderiram dessa forma”, explicou o prefeito.

Na última quarta-feira (22), o prefeito Vittorio Medioli (PHS) assinou decreto que permitia a volta do comércio desde que fossem respeitadas algumas restrições. Entre elas estão a necessidade de medição de temperatura dos clientes, com proibição de entrada para aqueles que estiverem com febre; e uso de máscara por parte dos vendedores e compradores.

Medioli afirmou que, para tomar as decisões sobre a volta das atividades, é preciso analisar as condições de cada município. "Belo Horizonte tem uma estrutura muito diferente de Betim. Belo Horizonte tem muito trânsito, as condições são absolutamente diferentes”, comparou.

Medioli reconhece, porém, que se a medida de flexibilização não funcionar, o município voltará atrás nas decisões. "Se Betim depois da flexibilização não encontrar confirmação na adoção de medidas (máscaras, por exemplo) pelas pessoas, vamos fechar novamente", concluiu.

O prefeito defendeu equilíbrio na adoção das medidas por decisão de cada município, destacando que grande parte da arrecadação do estado depende de Betim, que teve 12 casos confirmados para coronavírus.
 
O prefeito ressaltou que o prejuízo econômico pode gerar desemprego em número inadministrável. "Hoje temos grande risco em andar na rua, mas tem medidas preventivas. O coronavírus vai durar ainda muito tempo, não há como o mundo parar por causa do coronavírus, tem que aprender a conviver de maneira muito séria", completou.
 

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Gráficos e mapas atualizados: entenda a situação agora
Vitamina D e coronavírus: o que já sabemosCoronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa
Animais de estimação no ambiente doméstico precisam de atenção especial
Coronavírus x gripe espanhola em BH: erros (e soluções) são os mesmos de 100 anos atrás


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade