Publicidade

Estado de Minas SOBRECARGA COM PANDEMIA

Regional de Saúde recomenda prefeitos do Centro-Oeste a não reabrirem comércio

Circular foi publicada após duas cidades da região liberarem atividades econômicas nesta segunda-feira. Temor é de colapso hospitalar


postado em 06/04/2020 18:46 / atualizado em 06/04/2020 19:44

Superintendente destacou o isolamento como ferramenta eficaz para achatamento da curva de transmissão(foto: Foto: Divulgação)
Superintendente destacou o isolamento como ferramenta eficaz para achatamento da curva de transmissão (foto: Foto: Divulgação)
A Superintendência Regional de Saúde de Divinópolis e o Comitê Macrorregional Covid-19 Oeste recomendaram nesta segunda-feira (6) aos prefeitos da região que mantenham o comércio fechado. A decisão foi tomada após as atividades econômicas serem liberadas em Nova Serrana e Cláudio.

Entre as várias considerações, o superintendente Alan Rodrigo da Silva lembrou o decreto estadual que determina o fechamento dos estabelecimentos comercias, com exceção dos essenciais, nos 853 municípios de Minas Gerais. Ele citou também a declararação de emergência e calamidade pública da saúde no estado.

As orientações da Organização Mundial de Saúde (OMS) devido ao alto grau de transmissibilidade do novo coronavírus foram mencionadas pelo superintendente. Segundo Silva, “as medidas de isolamento e distanciamento sociais são, até o momento, as estratégias preconizadas” pelo órgão, assim como pelo Ministério da Saúde e Secretaria de Estado de Saúde para "achatamento da curva de transmissão e consequente menor sobrecarga ao setor saúde”.


Sobrecarga do sistema


As recomendações são válidas para os 54 municípios que compõem a macrorregião. Na semana passada, o secretário municipal de Saúde de Divinópolis, Amarildo de Sousa, já havia demonstrado preocupação com o fim das restrições em algumas cidades. Ele chegou a pedir ao superintendente que emitisse o alerta.

O receio é com a sobrecarga hospitalar no município, já que ele é referência para a região. “Isso nos preocupa sim, uma vez que essas cidades têm um fluxo de pacientes normalmente para Divinópolis. Com aumento de infecção pelo coronavírus, eles não têm outro lugar para recomendar”, afirmou. A cidade conta com 292 leitos. Setenta deles serão abertos para o enfrentamento à COVID-19.

A macrorregião Oeste contabiliza, até o momento, 27 casos confirmados para o novo coronavírus, segundo o boletim divulgado nesta segunda pela Secretaria de Estado de Saúde (Ses). Divinópolis e Lagoa da Prata concentram o maior número, 15 e cinco, respectivamente. Santo Antônio do Monte tem dois. Já Arcos, Bom Despacho, Campo Belo, Carmo do Cajuru e Formiga, registraram um cada.

Em Cláudio e Nova Serrana, onde houve a liberação do comércio não há nenhuma confirmação. Juntas, as cidades têm 401 notificações suspeitas da doença. A maior quantidade, 375, foi registrada no polo da indústria calçadista. Um foi descartado, e 374 continuam em investigação.
 
*Amanda Quintiliano, especial para o EM 
 

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Especial: Tudo sobre o coronavírus 

Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa

Coronavírus é pandemia. Entenda a origem desta palavra

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade