Publicidade

Estado de Minas

Polícia Civil de Minas passa a fazer necropsia virtual durante a pandemia do coronavírus

Procedimento é realizado com equipamento adquirido na época do rompimento da barragem em Brumadinho. Exame garante segurança da equipe


postado em 06/04/2020 10:11 / atualizado em 06/04/2020 10:35

O exame é realizado de forma complementar e ajuda a analisar áreas de difícil acesso(foto: Polícia Civil/Divulgação)
O exame é realizado de forma complementar e ajuda a analisar áreas de difícil acesso (foto: Polícia Civil/Divulgação)


Para garantir a segurança da equipe do Instituto Médico Legal (IML) de Belo Horizonte durante a pandemia da COVID-19, doença causada pelo novo coronavírus, a Polícia Civil de Minas Gerais passou a realizar a necropsia virtual dos corpos. Usando aparelhos de tomografia, os médicos legistas fazem exames de forma menos invasiva, reduzindo os riscos de contaminação. 

A necropsia virtual começou a ser utilizada pela instituição mineira no ano passado, após o rompimento da barragem da Vale em Brumadinho, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, que deixou mais de 200 mortos. O equipamento usado pela Polícia Civil foi doado pela mineradora por meio do Ministério Público de Minas Gerais (MPMG). 

“O exame é utilizado de forma complementar ao tradicional, sobretudo em áreas do corpo de difícil acesso. Quando possível, o médico legista determina a causa da morte por meios externos, não havendo a necessidade da tomografia”, explica a Polícia Civil. “A opção pela necropsia virtual nesse período de pandemia visa minimizar as intervenções diretas que, quando indispensáveis, serão realizadas por meio de incisões objetivas, sem exposição de todo o corpo. O exame de tomografia é rápido, com duração aproximada de cinco minutos, sendo a análise das imagens um pouco mais complexa”, conclui. 

Equipamento foi fornecido pela Vale por meio do Ministério Público(foto: Polícia Civil/Divulgação)
Equipamento foi fornecido pela Vale por meio do Ministério Público (foto: Polícia Civil/Divulgação)
A médica legista Adriana Zatti, que é especialista em radiologia e diagnóstico por imagem, explica que a necropsia virtual vem sendo realizada de forma mais ampla para afastar o risco de contaminação de todos os servidores envolvidos no processo, dos médicos aos auxiliares de limpeza.  

“Importante ressaltar que a Medicina Legal da PCMG analisa apenas mortes violentas, como homicídios e acidentes. A declaração de óbito em caso de doença, como pela Covid-19, é resultado de exame realizado pelo médico do Serviço de Saúde que atestou o falecimento”, ressalta a Polícia Civil de Minas Gerais. 

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.



Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Especial: Tudo sobre o coronavírus 

Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa

Coronavírus é pandemia. Entenda a origem desta palavra


Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade