Publicidade

Estado de Minas CONSUMO

COVID-19: preços de exames variam em até 152% em BH, diz pesquisa

O site de pesquisa Mercado Mineiro comparou preços de 13 estabelecimentos da capital entre 22 e 24 de julho


27/07/2020 12:10 - atualizado 27/07/2020 12:28

O teste IgG/ IgM foi o que apresentou a maior variação, 152%(foto: Reprodução/ Internet)
O teste IgG/ IgM foi o que apresentou a maior variação, 152% (foto: Reprodução/ Internet)
Um levantamento divulgado na manhã desta segunda-feira (27) pelo site de pesquisas Mercado Mineiro aponta variação máxima de até 152% no preço dos testes do novo coronavírus (Sars-Cov-2) em farmácias, drogarias e laboratórios de Belo Horizonte, no período entre 22 e 24 de julho. Com a ascensão da curva de contaminação da doença, os exames estão sendo cada vez mais procurados nos estabelecimentos da capital. 

O levantamento consultou 13 farmácias de Belo Horizonte e encontrou três tipos de exames: o molecular (RT-PCR e RT-PCR Genexpert) – bastonete no nariz –, teste IgG/ IgM – identificam a presença de anticorpos no corpo através de um exame de sangue – e o teste Ag – exame de sangue adequado para pacientes que apresentaram testes de PCR negativos. 

As diferenças mais expressivas no comparativo dos exames foram registradas no de IgG/ IgM, que apresentou variação de até R$ 181 (152,10%). O menor valor encontrado foi de R$ 119, no Laboratório Geraldo Lustosa, e o maior foi de R$ 300, no Laboratório Oswaldo Cruz. O preço médio do exame na capital é de R$ 172,76. 

Para Feliciano Abreu, coordenador da pesquisa, a explicação para o teste IgG/ IgM ter a menor média de preço entre os exames comparados e, ao mesmo tempo, a maior variação é “provavelmente por ser o mais comum. Se é que podemos dizer que existem um exame comum”, declarou.

O exame Ag, que verifica a resposta imunológica do corpo em relação ao vírus, pode custar R$ 150 até R$ 219,90, com variação de R$ 69,90, ou seja, 46,60%. O mais barato e o mais caro foram identificados no Sesc Centro de Excelência em Saúde e nas Farmácias Dona Clara, respectivamente.

Maior preço médio


De acordo com a pesquisa do Mercado Mineiro, o exame molecular ou PCR apresentou a menor variação no preço em comparação aos demais, 20,48%, sendo encontrado a partir de R$ 249, no Dr. Consulta, e com valor máximo de R$ 300, no Laboratório Oswaldo Cruz - diferença de R$ 51. Já o preço médio de R$ 274,89, é o mais caro entre os três tipos analisados.  

Outros exames


A pesquisa do site também identificou que outros exames considerados “comuns” têm variações significativas. A maior delas fica por conta do exame PSA (Antígeno Prostático Específico), que apresentou 326% de alteração entre o menor (R$ 19) e o maior preço (R$ 81).

Além deste exame, o Mercado Mineiro analisou as variações de mercado no preço dos exames de plaquetas, proteínas, hemogramas e colesterol, sendo elas 185%, 185%, 127% e 95%, respectivamente.

Para mais informações sobre a pesquisa clique aqui.
 
*Estagiário sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira 
 

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp



Como a COVID-19 é transmitida?


A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?



Como se prevenir?


A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê



Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

 

Vídeo explica porque você deve aprender a tossir



VIDEO1]

Mitos e verdades sobre o vírus


Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade