Publicidade

Estado de Minas OPINIÃO SEM MEDO

Bolsonaro na ONU: hoje é dia de muita vergonha; de vexame internacional

Após confessar publicamente que mentir faz parte da sua vida, presidente promete falar 'verdades' ao mundo


21/09/2021 07:33 - atualizado 21/09/2021 08:05

Dia de o Brasil
Dia de o Brasil (foto: Reprodução/Twitter)


Seguinte: quando um pilantra como Jair Bolsonaro, o verdugo do Planalto, confessa que mente e  promete ‘dizer umas verdades’ ao mundo , é sinal de que vêm mais mentiras por aí ou o festival de bobagens será enorme. Aposto nas duas coisas.

O devoto da cloroquina irá mentir - e muito! - com absoluta certeza. Ora, se no Brasil, ele é capaz de declarar (na carta de arrego) que jamais atacou o Supremo ou algum de seus ministros, e que não troca cargos e verbas por ‘governabilidade’, imaginem o que não inventará aqui nos EUA, onde ninguém lhe dá o menor crédito e atenção.

Bolsonaro recebe críticas de manifestantes e faz gesto de 'abafa'
Queiroga reage com gesto obsceno a protesto em NY

O amigão do Queiroz também dirá ‘boas verdades’ na cara dos ‘comunistas’. Tipo: a Amazônia está intocada; no Pantanal não há queimadas; seu tratamento precoce foi um sucesso; o Brasil é o país que mais vacina no mundo; a economia está em plena recuperação; há uma campanha mentirosa contra ele na imprensa; blá, blá, blá...

Para piorar, deverá ser o único - ou um dos únicos - chefe de Estado que não tomou vacina contra a COVID-19, e ostentará toda a sua estupidez, com extremo orgulho, por não ter se vacinado (ao menos oficialmente). Tomara que, ao menos, não repita que é atleta, que a COVID é só uma gripezinha e que as vacinas transformam pessoas em jacarés.

Quando a grande ‘estoquista de vento’ discursava na Assembleia Geral das Nações Unidas (ONU), me dava vontade de me enfiar num buraco e jamais sair dele. Lula da Silva, o meliante de São Bernardo, até que não fazia tão feio. Craque do ilusionismo, chegou a ser ‘o cara’ de Barack Hussein Obama (anos depois ele se arrependeu).

Mas Jair Bolsonaro, o negacionista ignorante, golpista psicopata, homicida potencial supera - e muito!! - qualquer porcaria que já tenha discursado, em nome do Brasil, na assembleia anual da ONU. Aliás, a vergonha começou já no domingo (19), quando o sócio do coronavírus e sua comitiva de aloprados foram  barrados em uma pizzaria , e tiveram de comer em pé, do lado de fora , porque o ‘mito’ diz que não é vacinado.

Nesta segunda-feira (20), mais vexame. Boris Johnson, o primeiro-ministro britânico,  aconselhou o ‘pestilento em potencial’ a se vacinar  - com AstraZeneca, é claro! Um pouco depois,  Bill de Blasio, prefeito de NYC, avisou : ‘se você não quer se vacinar, nem precisa vir’. E marcou o brasileiro idiota em um ‘tuíte’ com locais de vacinação.

Jornais britânicos criticam Boris Johnson por encontro com Bolsonaro

Como diria aquele notório chefe de quadrilha, ‘nunca antes na história desse Paíff’, um chefe de Estado foi tão ridicularizado e humilhado quanto o pai do senador das rachadinhas e da mansão de 14 milhões de reais (comprada por apenas 6 milhões). E o Brasil jamais foi tão mal representado e tão ignorado mundialmente como agora.

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade