UAI
Publicidade

Estado de Minas ELEIÇÕES 2022

Randolfe Rodrigues pode trocar campanha de Lula por CPI do MEC

Senador disse que terá que fazer uma 'opção' e se mostra inclinado a desistir de campanha do petista


23/06/2022 17:46 - atualizado 23/06/2022 18:17

Randolfe Rodrigues dá entrevista coletiva
Randolfe Rodrigues pode desistir de coordenar campanha de Lula (foto: Pedro França/Agência Senado)
O senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP) disse, nesta quinta-feira (23/6), que pode desistir de ser um dos coordenadores da campanha presidencial de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).


“É uma escolha que terei que fazer. Será incompatível as duas funções: estar atuando em uma campanha eleitoral e, ao mesmo tempo, ser membro da CPI. Então é uma escolha que terei que fazer sobre um ou outro”, afirmou.

Randolfe também explicou que a instalação da comissão agora depende do presidente da Casa, Rodrigo Pacheco (PSD-MG). No entanto, acredita que sairá do papel, porque, de acordo com o requerente, trata-se de "um dos presidentes do Senado mais obedientes ao texto da Constituição”.


“A comissão parlamentar de inquérito [CPI] é direito constitucional de minoria. Pela constituição, existem apenas três critérios para que ela venha ser instalada: número certo, fato determinado e tempo para funcionamento. Estes três critérios estão no requerimento de instalação da comissão parlamentar de inquérito”, declarou o senador.

Randolfe prevê que, com as evidências, a CPI não precisará ser prorrogada para 90 dias. Para ele, 60 dias serão suficientes.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade