UAI
Publicidade

Estado de Minas PANE NA SEGUNDA

Aziz alfineta Carlos Bolsonaro e queda das redes: 'Teve que trabalhar'

Presidente da CPI da COVID lembrou pane no WhatsApp e Facebook; Carlos Bolsonaro é acusado pela CPI da COVID de ser chefe do chamado 'gabinete do ódio'


06/10/2021 14:53 - atualizado 06/10/2021 18:46

Senador Omar Aziz e vereador do RJ Carlos Bolsonaro
Aziz ironiza Carlos Bolsonaro (foto: SENADO FEDERAL/REPRODUÇÃO REDES SOCIAIS/REPRODUÇÃO)
O presidente da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID,  senador Omar Aziz (PSD-AM), brincou com a queda global das redes sociais e ironizou o filho 02 do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ).
 
 
Sem citar o nome de Carlos, Aziz disse que “um parlamentar do Rio de Janeiro” sofreu com a queda das redes. 

 “Teve um parlamentar nesse dia que resolveu trabalhar. Não tinha o que fazer na internet e trabalhou”, ironizou.
 
 
Carlos Bolsonaro é acusado pela CPI da COVID de ser chefe do chamado “gabinete do ódio”.

O grupo é formado por assessores e blogueiros bolsonaristas que usam as redes sociais para atacar adversários do presidente e espalhar notícias falsas.
 

O dia da CPI

 
A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da COVID, instalada pelo Senado, escuta, nesta quarta-feira (6/10), o depoimento de Paulo Roberto Vanderlei Rebello Filho, diretor-presidente da Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS).

Paulo Rebello depõe após requerimento de convocação do senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP), vice-presidente da CPI.

Os senadores buscam detalhes das ações e medidas da ANS sobre algumas atitudes do plano de saúde Prevent Senior durante a pandemia de COVID-19. A empresa é suspeita de indicar o "kit COVID", com medicamentos comprovadamente ineficazes contra o coronavírus, a seus pacientes, entre outras más práticas, como pesquisas com essas substâncias.
 

O que é uma CPI?

As comissões parlamentares de inquérito (CPIs) são instrumentos usados por integrantes do Poder Legislativo (vereadores, deputados estaduais, deputados federais e senadores) para investigar fato determinado de grande relevância ligado à vida econômica, social ou legal do país, de um estado ou de um município. Embora tenham poderes de Justiça e uma série de prerrogativas, comitês do tipo não podem estabelecer condenações a pessoas.

Leia também:  Entenda como funciona uma CPI


O que a CPI da COVID investiga?

  


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade