UAI
Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Wanderson sobre recuo de Queiroga na vacinação: 'decisão sórdida'

Epidemiologista criticou medida que suspende vacinação a adolescentes; para ele, ministro Marcelo Queiroga 'nada sabe sobre gestão pública em saúde'


17/09/2021 09:49 - atualizado 17/09/2021 10:17

Epidemiologista Wanderson Oliveira, ex-secretário nacional de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde
Epidemiologista Wanderson Oliveira, ex-secretário nacional de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (foto: Wilson Dias/Agência Brasil)
Após decisão do  Ministério da Saúde de suspender a recomendação para vacinação contra a COVID-19 de adolescentes  sem comorbidades, o epidemiologista Wanderson Oliveira usou as redes sociais nesta quinta-feira (16/9) para fazer duras críticas ao ministro da pasta, Marcelo Queiroga. 

A Secretaria Extraordinária de Enfrentamento à COVID-19 (SEI/MS) divulgou a nova medida na quarta-feira (15/9), por meio de nota técnica. Até então, a imunização para os jovens de 12 a 17 anos estava oficialmente recomendada. 

Apenas adolescentes com deficiência permanente, comorbidades, e que estejam privados de liberdade, são agora listados pelo governo federal para se vacinarem contra o coronavírus.

“Hoje, mais uma vez, o Ministério da Saúde tomou uma lamentável decisão. O senhor ministro Marcelo Queiroga está equivocado novamente em sua decisão. Apoio a manifestação do Conass e Conasems”, escreveu Wanderson, que se refere ao manifesto publicado pelas entidades representativas dos estados e municípios, contrário à mudança de orientação do Ministério.

Em seguida, o epidemiologista diz que Queiroga precisa ser ‘cobrado pela sua incapacidade gerencial’.

“Ministro, deixe os técnicos trabalharem e pare de atrapalhar. Saiba que sua gestão é péssima. Você promove o movimento antivacina. Reconheça sua incapacidade e ouça seus técnicos, pois o senhor nada sabe sobre gestão pública em saúde, já passou da hora de ser cobrado pela sua incapacidade gerencial”, afirma Oliveira.

“É uma gestão tão lamentável quando de seu antecessor. TODOS SABEMOS QUE O SENHOR ESTÁ FAZENDO ISSO PARA ANTECIPAR A SEGUNDA DOSE E FAZER A VACINAÇÃO DE REFORÇO. É SÓRDIDA SUA DECISÃO! EUA está fazendo vacinação de adolescentes há meses e tem publicações mostrando a segurança. PARE COM ISSO QUEIROGA!”, completou o médico.
 

Wanderson Oliveira foi secretário nacional de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde entre janeiro de 2019 e maio de 2020, durante a gestão do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta. Atualmente atua como secretário de Serviços Integrados do Supremo Tribunal Federal (STF).

Assim como ele, outros especialistas também criticaram a nova medida da pasta federal. O médico Drauzio Varella afirma que o decreto serve para "esconder erro do governo" sobre falta de vacinas.

"Qual é a finalidade de uma coisa dessas? Para justificar o fato de nós não termos vacinas suficientes porque não compramos quando elas estavam disponíveis. Para falsificar, para esconder um erro do governo você mente para a sociedade", disse Drauzio em entrevista à Globo News .
 

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre  sintomas prevenção pesquisa  vacinação .
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara?  Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina?   Posso beber após vacinar?  Confira esta e outras  perguntas e respostas sobre a COVID-19 .

Acesse nosso canal e veja vídeos explicativos sobre COVID-19

 


* Estagiária sob supervisão do subeditor Frederico Teixeira


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade