Publicidade

Estado de Minas PRISÃO

Moraes autoriza Daniel Silveira a participar por vídeo de sessão na Câmara

Sessão vai decidir se mantém ou não a ordem de prisão contra o deputado determinada por Alexandre de Moraes e confirmada pelo demais ministros do STF


19/02/2021 14:39 - atualizado 19/02/2021 15:46

Silveira foi preso na noite de terça-feira (16/02), por ordem de Moraes, em flagrante delito por fazer ameaças a ministros do STF e ao Estado Democrático de Direito(foto: Agência Brasil/Reprodução)
Silveira foi preso na noite de terça-feira (16/02), por ordem de Moraes, em flagrante delito por fazer ameaças a ministros do STF e ao Estado Democrático de Direito (foto: Agência Brasil/Reprodução)
O ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou que Daniel Silveira (PSL-RJ) participe por vídeo da sessão da Câmara que deve decidir, nesta sexta-feira (19/02), se mantém ou não a ordem de prisão contra o deputado. A cerimônia está marcada para as 17h. 
 
Silveira foi preso na noite de terça-feira (16/02), por ordem de Moraes, em flagrante delito por fazer ameaças a ministros do STF e ao Estado Democrático de Direito. Em nota, a assessoria jurídica do deputado disse que a prisão seria um ataque à "liberdade de expressão". 
 
Neste momento, o parlamentar está  preso no Batalhão Especial da Polícia Militar do Rio de Janeiro. 
 

Agora, como manda a lei, a Câmara deve votar se mantém ou derruba a prisão, por se tratar da prisão em flagrante de um deputado.
 

Daniel vai poder se defender 

 
Moraes aceitou um pedido feito pelo presidente da Câmara dos Deputados, Arhtur Lira (PP-AL). Por isso o parlamentar poderá ser ouvido pelos deputados durante a sessão. A votação será aberta e os votos de cada parlamentar serão registrados individualmente.

“Diante do exposto, para evitar qualquer prejuízo ao exerci%u0301cio do amplo direito de defesa do parlamentar, autorizo a adoc%u0327a%u0303o, pelo Comando do Batalha%u0303o Especial Prisional da Poli%u0301cia Militar do Estado do Rio de Janeiro, das providências necessa%u0301rias”, escreveu o ministro.



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade