Publicidade

Estado de Minas VACINAÇÃO

Ex-secretário critica chance de encerramento do uso da Coronavac no Brasil

Para o ex-secretário de Vigilância do Ministério da Saúde, Wanderson de Oliveira, ideia é um desserviço para todo o Programa Nacional de Imunização (PNI)


20/06/2021 14:23 - atualizado 20/06/2021 14:32

(foto: Marcello Casal JrAgência Brasil - 31/3/20)
(foto: Marcello Casal JrAgência Brasil - 31/3/20)
Após o Correio Braziliense noticiar que o Ministério da Saúde estuda suspender o uso da CoronaVac no Brasil, epidemiologistas e especialistas em saúde criticaram a medida. O ex-secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde Wanderson de Oliveira afirmou, em entrevista ao Correio, que a conduta do ministério é um desserviço para todo o Programa Nacional de Imunização (PNI).

“É um desserviço para todo Programa Nacional de Imunização porque gera desconfiança, e isso nunca é bom em um processo de emergência como o que nós estamos”, disse Wanderson ao ser questionado sobre a intenção do ministro Marcelo Queiroga, que alegou a interlocutores, segundo apurou a reportagem, que existem muitos casos de pessoas que tomaram a CoronaVac e foram infectados mesmo após as duas doses.

O ex-secretário, que é epidemiologista e secretário de Serviços Integrados de Saúde do Supremo Tribunal Federal, contesta a alegação do ministro e diz que um levantamento feito com dados do próprio Ministério da Saúde, acessados por meio do sistema OpenDataSus, mostra que a vacina CoronaVac é a que mais protege contra casos graves da COVID-19. Segundo o levantamento, ela previne 97% das mortes de pessoas infectadas.

Ele reforça que o Ministério da Saúde tem direito de discutir uma estratégia para a imunização dos brasileiros, mas aponta que a intenção de descontinuar o uso da CoronaVac no Brasil neste momento é precipitada. “Do ponto de vista de comunicação é um desastre. [..] O contrato [com o Butantan] está em curso e ainda tem muita vacina para ser entregue. Além disso, a CoronaVac acabou de ser aprovada pela OMS”, pondera.

O Butantan já entregou 52,2 milhões de doses da CoronaVac ao governo federal. Ao todo, o contrato firmado com o Ministério da Saúde prevê a entrega de 100 milhões de unidades da vacina contra a COVID-19.

Idosos

Segundo exposto pela reportagem, Queiroga se preocupa com a eficácia da vacina em idosos, por isso, a intenção seria adquirir apenas as doses que já foram contratadas, e reforçar aquisições das vacinas da AstraZeneca e da Pfizer. No entanto, para Wanderson, a atitude se mostra mais uma vez precipitada.

“Não temos estudo para ver se quem tomou CoronaVac a menos de seis meses pode tomar uma dose da Pfizer, por exemplo”, explica.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.


Quais os sintomas do coronavírus?

Desde a identificação do vírus Sars-CoV2, no começo de 2020, a lista de sintomas da COVID-19 sofreu várias alterações. Como o vírus se comporta de forma diferente de outros tipos de coronavírus, pessoas infectadas apresentam sintomas diferentes. E, durante o avanço da pesquisa da doença, muitas manifestações foram identificadas pelos cientistas. Confira a relação de sintomas de COVID-19 atualizada.

O que é a COVID-19?

A COVID-19 é uma doença provocada pelo vírus Sars-CoV2, com os primeiros casos registrados na China no fim de 2019, mas identificada como um novo tipo de coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em janeiro de 2020. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou a COVID-19 como pandemia.


Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade