Publicidade

Estado de Minas BARREIRAS SANITÁRIAS

Turistas encontram restrições na Chapada dos Veadeiros, em Goiás

Acessos aos principais pontos de visitação estão fechados e hospedagens proibidas


postado em 11/07/2020 15:48 / atualizado em 11/07/2020 16:15

Portal da Chapada dos Veadeiros (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Portal da Chapada dos Veadeiros (foto: Leandro Couri/EM/D.A Press)
Mesmo com número preocupante de casos de Goiás, turistas tentam aproveitar o sábado em um dos principais destinos turísticos do estado. Em Alto Paraíso de Goiás, mesmo com a proibição de hospedagem no município e acesso aos principais pontos de visitação da Chapada dos Veadeiros, houve movimento.

 

Agentes de saúde abordavam motoristas e passageiros, para aferir temperatura e alertar sobre as restrições de circulação e estadia. Na última segunda-feira, o prefeito do município, Martinho Mendes (PR), testou positivo para COVID-19, assim como a primeira dama Maiuza Leite.

 

Julho costuma ser mês de grande movimento na região. Ainda assim, a previsão de reabertura dos pontos turísticos é para setembro. De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde, a taxa de letalidade do vírus em Goiás é de 2,29%. Segundo o último boletim, são 36.039 casos confirmados e 844 mortes no total. 

Movimento nas praias na Baixada Santista

O sábado de sol levou moradores e turistas às praias da Baixada Santista, que estão parcialmente liberadas para a prática esportiva individual e atividades no mar.

No Guarujá, não há mais restrição de horário para as pessoas se exercitarem na faixa de areia ou surfar. Porém, é proibido entrar no mar, exceto para prática de esportes aquáticos. Além disso, não é permitido colocar cadeiras ou guarda-sóis na faixa de areia.

A liberação para estar na praia em qualquer horário começou neste sábado, 11. Antes, só era possível permanecer na faixa de areia ou no mar até as 10 horas.

 

Blitz no Rio


A Guarda Municipal do Rio de Janeiro está realizando neste sábado a operação "Blitz da Vida", uma espécie de "pente-fino" nas praias cariocas para coibir aglomerações e exigir o uso de máscaras. 

Fiscalização fecha bares em São Paulo


A Prefeitura de São Paulo interditou 11 bares e adegas na zona leste da cidade depois de uma operação de fiscalização realizada nesta sexta-feira, 10.


Os estabelecimentos desrespeitaram, segundo a Prefeitura, o decreto de fechamento de bares, que determina as 17h como horário limite para funcionamento.


Desde o início das restrições por conta da pandemia do novo coronavírus, cerca de 2.000 agentes trabalham na fiscalização e 647 estabelecimentos foram interditados por descumprirem as regras vigentes, de acordo com informações da Prefeitura. Destes, 237 são bares, restaurantes, lanchonetes e cafeterias.

Pelas novas regras, os estabelecimentos podem funcionar entre 11h e 17h e é proibido colocar mesas na calçada.


A ocupação máxima nos estabelecimentos pode ser de 40%, e os clientes só poderão consumir os alimentos dentro dos estabelecimentos se todos estiverem sentados, seguindo corretamente as recomendações de higiene.

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:




receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade