Publicidade

Estado de Minas FACT-CHECKING

Checamos: Imagem do comício de Trump é de 2019; Biden estava realizando discurso fechado

Montagem usando duas fotografias já foi compartilhada milhares de vezes em redes sociais mas é fake news


28/10/2020 14:02 - atualizado 30/10/2020 08:03

Uma montagem que soma mais de 2,6 mil interações nas redes sociais desde o último dia 24 de outubro mostra duas fotografias, uma de um comício de Donald Trump e outra de um evento supostamente do mesmo tipo, mas de Joe Biden, ironizando o fato do primeiro estar nitidamente mais cheio que o segundo.

Apesar das afirmações, a imagem do comício de Trump data de junho de 2019, antes da detecção do novo coronavírus, enquanto o evento de Biden se tratou de uma reunião fechada com comerciantes locais, em meio à pandemia.
“As pesquisas mais uma vez estão erradas! #MAGA [em referência ao slogan “Make America Great Again”], “Será que está eleito? Hahahaahaha” e “Já sabemos quem vai ganhar né? #GOTRUMP2020”, foram algumas das legendas das publicações, que circulam no Facebook (1, 2) e no Instagram (1) a poucos dias das eleições que escolherão o próximo presidente dos Estados Unidos, em 3 de novembro.

O meme viralizado nas redes sociais mostra uma fotografia do que parece ser um grande estádio lotado e a frase “comício de Trump” e, abaixo, a imagem de Biden falando para poucas pessoas, cujas cadeiras estão afastadas e em espaços demarcados, juntamente com os dizeres “comício de Biden”.

Na média das pesquisas de intenção de voto do site RealClearPolitics, Biden aparece com uma vantagem de 7,5 pontos percentuais em nível nacional sobre Trump. Em 2016, contudo, a candidata democrata Hillary Clinton apresentava uma pequena vantagem sobre Trump a poucos dias da eleição, na qual o republicano saiu vitorioso.

Mas as fotos foram registradas em datas e circunstâncias diferentes.

Comício de Donald Trump


Uma busca reversa no Google pela imagem do evento do atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, mostrou que ela não foi tirada em 2020.

Uma matéria publicada em junho de 2019 e intitulada “‘Keep America great’: Trump launches 2020 bid” (“Mantenha a América Grande: Trump lança campanha de 2020”, em tradução livre) indica que Trump estava dando início à sua campanha para reeleição, e o texto é ilustrado com a foto agora viralizada.

Com crédito à SIPA USA, foi possível chegar à fotografia original: tirada em 18 de junho de 2019, a imagem mostra o comício de lançamento da campanha de Donald Trump à reeleição em Orlando, na Flórida.

Naquele momento, o mundo ainda não convivia com a ameaça do novo coronavírus, detectado no final de 2019 na cidade chinesa de Wuhan, e que ao longo do ano se espalhou pelo mundo deixando, até 27 de outubro de 2020, mais de 43 milhões de infectados e 1,1 milhão de vítimas.

Evento de Joe Biden


Uma segunda busca reversa, desta vez pela imagem de Joe Biden, mostrou que o presidente Donald Trump fez uma publicação em sua conta no Twitter em 19 de junho de 2020, utilizando a mesma foto viralizada, com a frase “Comício de Joe Biden. ZERO entusiasmo!”.

Mas diferentemente do que Trump e as postagens compartilhadas em português afirmam, não se tratava de um comício de Biden, mas de um discurso sobre a economia realizado no distrito de Darby, na Pensilvânia, como indicou uma jornalista do New York Times, presente no evento de 17 de junho de 2020, além de outros meios de comunicação (1, 2) .

A equipe de campanha do candidato democrata escolheu funcionários locais, proprietários de pequenos negócios e repórteres, mantendo o distanciamento social, para, entre outros temas, falar sobre uma reabertura em meio à pandemia.

Algumas agências de notícias (1, 2) cobriram o discurso, assim como emissoras de televisão (1, 2, 3). A emissora pública PBS transmitiu o evento ao vivo e, no vídeo, é possível conferir não só a fala completa do ex-vice-presidente durante a gestão de Barack Obama, como a disposição de cadeiras no ambiente, seguindo as medidas de proteção indicadas pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Em meados de junho, os Estados Unidos - o país mais afetado pela covid-19 - registravam mais de 2,1 milhões de casos da doença e mais de 117 mil mortes pelo novo coronavírus.

No fim de junho, o candidato democrata já havia manifestado que não realizaria atos públicos de campanha por conta da pandemia de covid-19, seguindo “as ordens dos médicos”.

Em contrapartida, Donald Trump, que no início do mês de outubro testou positivo para o novo coronavírus, tem realizado comícios que reúnem multidões, apesar das indicações para evitar aglomerações. O seu primeiro evento deste tipo em meio à pandemia ocorreu em 21 de junho.
Captura de tela feita em 27 de outubro de 2020 de uma publicação no Instagram
Captura de tela feita em 27 de outubro de 2020 de uma publicação no Instagram

Em resumo, o meme que compara o comparecimento a um comício de Donald Trump a um de Joe Biden é enganoso. A imagem utilizada para ilustrar o evento do candidato republicano é de junho de 2019. A fotografia de Biden, por sua vez, foi tirada durante um discurso a moradores de um distrito da Pensilvânia escolhidos por sua equipe de campanha para falar sobre a economia.

Além disso, enquanto o candidato democrata tem respeitado as normas de distanciamento social em seus atos de campanha, com um número reduzido de pessoas, o atual presidente segue reunindo multidões que ignoram as medidas para prevenir o contágio pelo novo coronavírus.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 


(foto: Frederic J. BROWN/AFP - 26/10/20)
(foto: Frederic J. BROWN/AFP - 26/10/20)

Acompanhe a apuração nos EUA

Como funciona o Colégio Eleitoral?

Os 538 integrantes do chamado Colégio Eleitoral se reúnem nas respectivas capitais de seus estados a cada quatro anos após a eleição para designar o vencedor. Para vencer, um candidato à presidência deve obter a maioria absoluta dos votos do Colégio: 270. Saiba como funcionam os colégios eleitorais.

Sistema eleitoral complexo é desafio

Pandemia de COVID-19 aumentou votação pelo correio ou antecipado, o que representa um desafio técnico, humano e também legal em milhares de jurisdições. Saiba o que pode dar errado na apuração dos votos nos EUA.

Planos de governo de Trump e Biden

Confira as principais propostas de governo de Trump e Biden para os Estados Unidos e o mundo neste infográfico interativo. Separamos oito assuntos-chave para mostrar quais são os projetos dos republicanos e dos democratas.

O que muda para o Brasil?

Vitória do democrata ou do republicano terá implicações sobre o aprofundamento das relações comerciais bilaterais entre os países, sobre a política externa brasileira e o posicionamento político ideológico de Jair Bolsonaro no âmbito internacional, avaliam especialistas em política externa. Entenda o que muda para o Brasil.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade