Publicidade

Estado de Minas TERRÍVEL

COVID-19: as imagens que revelam o colapso na Índia na pandemia

Imagens de hospitais e crematórios em todo o país revelam a situação devastadora na Índia


28/04/2021 05:57 - atualizado 28/04/2021 08:18


Grupo de trabalhadoras da saúde com equipamento de proteção individual se abraça(foto: Reuters)
Grupo de trabalhadoras da saúde com equipamento de proteção individual se abraça (foto: Reuters)

A Índia tem visto um aumento muito forte nos casos de covid-19 nos últimos dias e vive uma situação de colapso, com hospitais na capital e em todo o país recusando pacientes após ficarem sem oxigênio e leitos.

As ambulâncias equipadas com oxigênio são escassas e tem sido difícil para as famílias conseguirem transportar pacientes para hospitais, mesmo que encontrem um leito.

A situação é particularmente aguda na capital, Delhi, onde pessoas morrem em hospitais por falta de oxigênio.

O país registrou um recorde global de novos casos pelo quinto dia consecutivo. Foram 320 mil novos casos de infecção nesta terça (27) e o número de mortos se aproxima de 200 mil.


Tristeza e frustração: casos diários de coronavírus na Índia atingem novos recordes mundiais e número de mortos se aproxima de 200 mil(foto: REUTERS/Danish Siddiqui)
Tristeza e frustração: casos diários de coronavírus na Índia atingem novos recordes mundiais e número de mortos se aproxima de 200 mil (foto: REUTERS/Danish Siddiqui)


Mulher deitada à espera de assistência médica; Delhi tem uma das melhores instalações de saúde da Índia, mas chegou a mais de 99% dos leitos de terapia intensiva ocupados(foto: EPA)
Mulher deitada à espera de assistência médica; Delhi tem uma das melhores instalações de saúde da Índia, mas chegou a mais de 99% dos leitos de terapia intensiva ocupados (foto: EPA)


Com falta de leitos na Índia, muitos ficam à espera de admissão no hospital(foto: Getty Images)
Com falta de leitos na Índia, muitos ficam à espera de admissão no hospital (foto: Getty Images)

Crematórios também lutam para dar conta

O efeito devastador é evidente nas imagens que chegam dos crematórios de todo o país.

Famílias angustiadas esperam horas para realizar cerimônia de despedida e há cremações em massa enquanto as cidades ficam sem espaço para homenagear os mortos.


Cremação em massa de vítimas da Covid-19 em Nova Dhéli, em foto aérea de 22 de abril de 2021(foto: Reuters)
Cremação em massa de vítimas da Covid-19 em Nova Dhéli, em foto aérea de 22 de abril de 2021 (foto: Reuters)

Jornalistas em várias cidades contestaram números oficiais, muitas vezes depois de passar dias fora dos crematórios para contar os mortos.

Estimativas sugerem que as mortes estão subnotificadas e em algumas cidades são dez vezes maiores do que o que está sendo relatado.

A BBC Gujarat informou na semana passada que um crematório na cidade de Surat estava funcionando há tanto tempo que o calor começou a derreter parte de sua chaminé. Mas as autoridades ainda não revisaram os números.


Um familiar exausto antes de realizar os últimos ritos para vítimas da covid em um campo de cremação em Vasai, nos arredores de Mumbai, Índia(foto: EPA)
Um familiar exausto antes de realizar os últimos ritos para vítimas da covid em um campo de cremação em Vasai, nos arredores de Mumbai, Índia (foto: EPA)


Em um crematório em Delhi, homem aguarda cremação de membro da família que morreu de coronavírus(foto: Reuters)
Em um crematório em Delhi, homem aguarda cremação de membro da família que morreu de coronavírus (foto: Reuters)


Espera para cremação em Delhi: profissional de saúde ao lado do corpo de um homem que morreu de covid-19(foto: Reuters)
Espera para cremação em Delhi: profissional de saúde ao lado do corpo de um homem que morreu de covid-19 (foto: Reuters)


Piras funerárias em crematório na cidade de Lucknow, uma das mais atingidas na Índia(foto: Sumit Kumar)
Piras funerárias em crematório na cidade de Lucknow, uma das mais atingidas na Índia (foto: Sumit Kumar)


Parentes e funcionários municipais realizam os últimos ritos para as vítimas da covid-19 em local de cremação em Mumbai(foto: EPA)
Parentes e funcionários municipais realizam os últimos ritos para as vítimas da covid-19 em local de cremação em Mumbai (foto: EPA)

Todas as imagens são protegidas por direitos autorais.


Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!


O que é um lockdown?

Saiba como funciona essa medida extrema, as diferenças entre quarentena, distanciamento social e lockdown, e porque as medidas de restrição de circulação de pessoas adotadas no Brasil não podem ser chamadas de lockdown.


Vacinas contra COVID-19 usadas no Brasil

  • Oxford/Astrazeneca

Produzida pelo grupo britânico AstraZeneca, em parceria com a Universidade de Oxford, a vacina recebeu registro definitivo para uso no Brasil pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). No país ela é produzida pela Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).

  • CoronaVac/Butantan

Em 17 de janeiro, a vacina desenvolvida pela farmacêutica chinesa Sinovac, em parceria com o Instituto Butantan no Brasil, recebeu a liberação de uso emergencial pela Anvisa.

  • Janssen

A Anvisa aprovou por unanimidade o uso emergencial no Brasil da vacina da Janssen, subsidiária da Johnson & Johnson, contra a COVID-19. Trata-se do único no mercado que garante a proteção em uma só dose, o que pode acelerar a imunização. A Santa Casa de Belo Horizonte participou dos testes na fase 3 da vacina da Janssen.

  • Pfizer

A vacina da Pfizer foi rejeitada pelo Ministério da Saúde em 2020 e ironizada pelo presidente Jair Bolsonaro, mas foi a primeira a receber autorização para uso amplo pela Anvisa, em 23/02.

Minas Gerais tem 10 vacinas em pesquisa nas universidades

Como funciona o 'passaporte de vacinação'?

Os chamados passaportes de vacinação contra COVID-19 já estão em funcionamento em algumas regiões do mundo e em estudo em vários países. Sistema de controel tem como objetivo garantir trânsito de pessoas imunizadas e fomentar turismo e economia. Especialistas dizem que os passaportes de vacinação impõem desafios éticos e científicos.


Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus.

 

 

Entenda as regras de proteção contra as novas cepas



 

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.


Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade