Publicidade

Estado de Minas MEIO AMBIENTE

Concentração de CO2 na atmosfera é recorde apesar de confinamento por COVID-19

Concentração de CO2 continuará aumentando este ano, mas em ritmo mais lento, sem ultrapassar oscilações usuais no ciclo do carbono observadas a cada ano


23/11/2020 10:27 - atualizado 23/11/2020 11:33

(foto: marcinjozwiak/Pixabay )
(foto: marcinjozwiak/Pixabay )

A desaceleração industrial como resultado da pandemia de COVID-19 não impediu o aumento recorde nas concentrações de CO2, o gás de efeito estufa mais presente na atmosfera, disse a ONU nesta segunda-feira.


De acordo com o boletim anual da Organização Meteorológica Mundial (OMM), uma agência da ONU, a concentração de dióxido de carbono na atmosfera aumentou dramaticamente em 2019 e continuou em 2020.


"O declínio nas emissões atribuíveis aos aterros é apenas um pequeno ponto em uma tendência de longo prazo. Temos que achatar essa curva de forma duradoura", disse o secretário-geral da OMM, Petteri Taalas.


Em 2020, período mais importante de paralisação das atividades econômicas, as emissões globais diárias de CO2 caíram 17%, segundo a mesma fonte.


A OMM considera difícil antecipar uma estimativa da redução anual das emissões para 2020 já que não se sabe a duração e firmeza das medidas de confinamento que podem ser tomadas, embora as calcule entre 4,2% e 7,5%.


No entanto, a redução não leva a uma diminuição na concentração de CO2 na atmosfera neste ano, pois as emissões passadas se acumulam com as atuais.


A concentração de CO2 continuará aumentando este ano, mas a um ritmo mais lento, sem ultrapassar as oscilações usuais no ciclo do carbono que são observadas a cada ano.


O "trampolim" da pandemia 


"A pandemia de coronavírus não resolverá o problema da mudança climática. No entanto, pode servir de trampolim para uma campanha climática mais intensa e ambiciosa que atinja a neutralidade de carbono através da transformação da indústria, dos sistemas energéticos e do transporte", destacou Petteri Taalas.


Os gases de efeito estufa retêm o calor na atmosfera, o que causa o aumento das temperaturas, intensifica as condições meteorológicas extremas, provoca o degelo, o aumento do nível do mar e a acidificação dos oceanos, segundo a OMM.


Os três principais gases de efeito estufa que permanecem na atmosfera, o dióxido de carbono, o metano e o óxido de nitrogênio, alcançaram níveis recorde em 2019, segundo a OMM.


Um gás como o dióxido de carbono, produzido principalmente pelo uso de combustíveis fósseis, pela produção de cimento e pelo desmatamento, permanece na atmosfera durante séculos e ainda mais tempo nos oceanos.


Sua presença na atmosfera aumentou mais rápido entre 2018 e 2019 do que 2017 a 2018, e mais que a média dos últimos dez anos.


"A última vez que a Terra viu níveis de CO2 comparáveis foi há cerca de 3 ou 5 milhões de anos: a temperatura então era entre 2 e 3ºC maior do que agora e o nível do mar chegava em 10 a 20 metros a mais que o atual, mas nessa época não viviam nela sete mil setecentos milhões de pessoas", lembrou Taalas.


Já o metano, do qual 60% das emissões na atmosfera é gerado por atividades humanas (pecuária ruminante, cultivo de arroz, combustíveis fósseis, aterros sanitários...), aumentou sua presença um pouco mais lentamente entre 2018 e 2019 do que de 2017 a 2018, mas mais rápido que a média dos últimos dez anos.


Por último, na concentração de óxido de nitrogênio, que é um gás de efeito estufa e um produto que desgasta a camada de ozônio, seu crescimento se manteve na média dos últimos dez anos. A atividade humana na emissão de óxido de nitrogênio representa 40% do total, principalmente com fertilizantes e processos industriais.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade