Publicidade

Estado de Minas INTERNACIONAL

EUA registram 200 mil mortes; Europa planeja medidas para conter disseminação

Os Estados Unidos contabilizam quase 7 milhões de contaminações desde o início da pandemia


22/09/2020 20:27 - atualizado 22/09/2020 21:03

O mundo continua em alerta por causa da pandemia (foto: GEORGE FREY/GETTY IMAGES/AFP )
O mundo continua em alerta por causa da pandemia (foto: GEORGE FREY/GETTY IMAGES/AFP )
Nos Estados Unidos, foi registrado um total de 200.541 mortes por COVID-19 nesta terça-feira (22), segundo levantamento realizado pela Universidade Johns Hopkins. O país contabiliza 6.884.032 contaminações desde o início da pandemia. O índice é o maior, em números absolutos, de casos registrados no mundo, seguido pela Índia (5.562.663 casos) e pelo Brasil (4.558.040).

Enquanto isso, na Europa, a Itália se aproxima de 300 mil casos de COVID-19, com 299.506 confirmados e 35.724 mortes pela doença, de acordo com dados Organização Mundial da Saúde (OMS), a França continua a registrar aumento em seu número diário de casos, com 10.008 novas contaminações e 78 mortes registradas nesta terça-feira. De acordo com Ministério da Saúde francês, o país soma um total 468.069 casos do novo coronavírus e 31.416 mortes.

Na Itália, pessoas que chegam de viagem de Paris e sete outras áreas da França farão testes obrigatórios do coronavírus. O ministro da Saúde italiano, Roberto Speranza, publicou em sua conta no Twitter que "os dados europeus são preocupantes"."A Itália está se saindo melhor do que outros países, mas precisamos ser cautelosos", disse.

O ministro de Saúde da Espanha, Salvador Illa, recomendou as pessoas de Madri, região mais afetada pela pandemia no país, a não fazer viagens desnecessárias. "Recomendo que as pessoas em Madri restrinjam seus movimentos o máximo possível nos próximos dias, fazendo apenas o que é essencial e limitando o contato aos membros mais próximos de suas famílias", disse Salvador à rádio Cadena Ser nesta terça-feira.

No Reino Unido, o primeiro-ministro Boris Johnson afirmou hoje, durante pronunciamento, que "o vírus começou a se espalhar novamente de maneira exponencial" e que "estamos vendo o que acontece na França e na Espanha", ao justificar as medidas do país para "suprimir" o coronavírus anunciadas hoje na Câmara dos Comuns. Johnson indicou que será feito o que "for preciso" para conter o aumento de novas infecções, mencionando até um lockdown nacional, que busca evitar.

O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade