UAI
Publicidade

Estado de Minas CHUVA RIGOROSA

Chuva de mais de 50 mm em dois dias dispara alerta geológico em BH

Mais de 2 mil pessoas vivem em áreas de risco geológico em Belo Horizonte. Alerta da Defesa Civil de BH vale até a sexta-feira


01/12/2021 10:52 - atualizado 01/12/2021 12:43

Barraco na beira de barranco desmoronando em belo horizonte em área de risco geológico
Pelo menos 2 mil pessoas vivem em áreas de risco geológico em Belo Horizonte (foto: Gabriel Ronan/EM/D.A.Press)
O rigor das tempestades que caem sobre Belo Horizonte nesta temporada chuvosa já dispara mais um alerta de risco geológico, de hoje (1/12) a sexta-feira (3/12), o oitavo desde outubro. Dois dias com chuvas superiores a 50 milímetros fizeram com que a Defesa Civil de BH emitisse o alerta.

- Leia: Pista molhada e tráfego intenso provocam quedas de motos em BH
- E ainda: Chuva trava principais ruas e avenidas em direção ao Centro

"Em virtude do volume das chuvas previstas para as próximas 48 horas, existe risco geológico moderado até sexta-feira (3/12). Recomenda-se atenção no grau de saturação do solo, sinais construtivos e cuidados com quedas de muros, deslizamentos e desabamentos", alerta a Defesa civil de Belo Horizonte.

Os alertas são emitidos como graves pela Defesa Civil de Belo Horizonte toda vez que se ultrapassa 70 milímetros (mm) de chuva em até três dias, sendo moderados quando acima de 50 mm em dois dias, como foi o caso desta vez. (Entenda a dimensão dos volumes de chuva no vídeo abaixo)

https://youtu.be/twG-6MoSV6I


Só das 21h de terça-feira (30/11) até as 6h desta quarta-feira (1/12) foram 14,2 milímetros de chuvas, com a Região do Barreiro acumulando 34,4, Oeste com 21,8, Nordeste com 16,6, Centro-Sul com 15,1, Venda Nova com 14,2, Noroeste com 13,8, Pampulha com 10 e Leste com 5,8.


Volume que preocupa sobretudo às cerca de 2 mil moradias em situações críticas nas áreas de risco geológico da capital mineira. No período chuvoso anterior, de acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) foram realizados mais de quatro mil atendimentos ou vistorias “em decorrência de eventos de instabilidade (geológica)”.

- Veja: Trecho de rodovia em Minas é levado pela água
- E mais: Chuvas fortes são esperadas para todo o mês de Dezembro

Com isso, 1.140 famílias se encontravam em atendimento em decorrência da remoção temporária até a mitigação do risco geológico.

https://youtu.be/twG-6MoSV6I


Cerca de 500 famílias continuavam recebendo o auxílio da PBH por meio do Programa Bolsa Moradia, em novembro. "Todos os moradores receberam assistência das equipes sociais e foram orientados sobre as condições dos locais e dos procedimentos necessários”, afirma a administração municipal.


A Defesa Civil de BH recomenda que se instale calhas no telhado de casa, conserte vazamentos em reservatórios e caixas-d'água, não se jogue lixo ou entulho nas encostas, não se despeje esgoto nos barrancos e não se faça queimadas.

Moradores devem observar alguns sinais de que deslizamentos estão por vir, como trincas nas paredes, água empoçando no quintal, portas e janelas emperrando, rachaduras no solo, água minando da base do barranco e inclinação de poste ou árvores.

"Os moradores de Belo Horizonte podem receber os alertas de risco de chuvas fortes, granizo, tempestades, vendavais, alagamentos, risco de deslizamentos de terra e outros fenômenos meteorológicos por SMS. Para se cadastrar, basta enviar uma mensagem de texto com o CEP da sua rua para o número 40199 e uma mensagem de confirmação será enviada na sequência. O serviço não tem custo", acrescenta a Defesa Civil.


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade