UAI
Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Transmissão do coronavírus aumenta em BH e se aproxima do nível de alerta

Indicador não apresenta queda desde 13 de outubro, conforme balanço da prefeitura. Ocupações dos leitos de UTI e de enfermaria têm alta por corte de vagas


21/10/2021 20:43 - atualizado 21/10/2021 21:04

Pessoas caminham na Praça da Liberdade, em BH
Transmissão do coronavírus não sofre queda há oito dias em BH (foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press)


A transmissão do coronavírus em Belo Horizonte apresentou nova alta nesta quinta (21/10), informa o boletim epidemiológico e assistencial da prefeitura da capital. Conforme o balanço, as ocupações dos leitos de UTI e de enfermaria também tiveram alta, mas provocada pela redução de vagas diante da falta de demanda com o avanço da vacinação.

 

 

 

O RT não abaixa em BH desde 13 de outubro. Agora, o índice está em 0,98, próximo do nível de alerta, determinado a partir de 1.

No patamar atual, em média, 98 pessoas se infectam pelo vírus a cada 100 diagnósticos na capital mineira. Apesar das altas seguidas, a estatística permanece na zona de controle.

 

 

 

Já a taxa de uso das UTIs saiu de 46,1% para 46,6%, depois que os hospitais privados reduziram de 118 para 100 o número de leitos para COVID-19 em BH.

 

Gráficos
Atual cenário dos indicadores da COVID-19 em BH (foto: Janey Costa/EM/D.A Press)
 

 

Isso ocorre porque as unidades de saúde estão remanejando vagas dedicadas à pandemia para outras áreas, diante da diminuição no número de pacientes com a vacinação.

 

 

 

No caso das enfermarias, o índice cresceu de 39% para 40%, na esteira do corte de 29 camas, todas na rede suplementar.

Casos e mortes


BH não registrou morte por COVID-19 nesta quinta por conta de problemas técnicos na base de dados do Sistema Único de Saúde (SUS). Dessa maneira, a cidade permanece com 6.876 óbitos.

Já o total de casos cresceu em 146, fechando em 287.150: destes, 1.358 em acompanhamento e 278.916 recuperados, além daqueles que não resistiram.

Vacinação


BH registrou mais 26.448 aplicações de vacinas contra a doença nesta quinta. Foram desempenhadas 1.985 de primeira dose, 5.549 de segunda, 360 da Janssen (maior aplicação dessa fórmula desde 30 de julho) e 18.554 de reforço.

Agora, a capital mineira tem 2.092.204 pessoas imunizadas com a primeira vacina, 1.437.917 com a segunda, 60.218 com a Janssen e 142.366 de reforço.

O boletim da prefeitura destaca que 82,7% do público-alvo da campanha se protegeu com ao menos uma vacina. Ao mesmo tempo, 57,6% completaram o esquema vacinal.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre  sintomas prevenção pesquisa  vacinação .
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara?  Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina?   Posso beber após vacinar?  Confira esta e outras  perguntas e respostas sobre a COVID-19 .

Acesse nosso canal e veja vídeos explicativos sobre COVID-19



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade