UAI
Publicidade

Estado de Minas PANDEMIA

Asilo em Pouso Alegre confirma 20 casos de COVID em idosos, com duas mortes

São os primeiros registros na instituição, desde o início da pandemia. Seis funcionários também foram contaminados


27/07/2021 21:26 - atualizado 27/07/2021 21:30

Asilo Betânia da Providência confirmou que 20 idosos e seis funcionários foram infectados pela COVID(foto: Terra do Mandu)
Asilo Betânia da Providência confirmou que 20 idosos e seis funcionários foram infectados pela COVID (foto: Terra do Mandu)
O Asilo Betânia da Providência, em Pouso Alegre, no Sul de Minas, registrou os primeiros casos de COVID-19 em internos e funcionários. Nesta terça-feira (27), a direção do asilo confirmou que 20 idosos e seis funcionários foram infectados.

Todos já estão receberam as duas doses da vacina contra o coronavírus.
Dois idosos, um de 90 anos e outro de 91, faleceram em decorrência da doença. Quatro já estão recuperados e 14 estão com sintomas leves, isolados numa ala do próprio asilo. Os seis funcionários seguem cumprindo a quarenta em casa, também com sintomas leves.
 
A enfermeira responsável pelo asilo, Rosália Guimarães, afirma que o primeiro caso de idoso contaminado com o coronavírus foi detectado no dia 8 de julho, um ano e quatro meses após o primeiro registro na cidade de Pouso Alegre.

“A gente sabe que quando há um caso positivo, como a propagação do vírus é rápida, a gente já esperava que surgissem mais casos. Isolamos o primeiro caso e fomos testando os idosos que foram aparecendo com sintomas”.

Eficácia da vacina

A enfermeira Rosália ressalta a importância do imunizante. “A vacina não vai proibir de você se contaminar. Ela vai te ajudar a não ter sintomas mais graves. Ela previne o agravamento da doença. E foi isso que a gente conseguiu ver aqui. Estão todos recuperando bem. Infelizmente, tivemos essas perdas. Todos os demais idosos e funcionários estão evoluindo com sintomas leves”, explica a enfermeira.
 
O asilo mantém os protocolos sanitários desde o início da pandemia, indicados pelo Ministério da Saúde. As visitas permanecem suspensas. Mesmo com todos os internos e funcionários vacinados, o distanciamento social é exigido, assim como o uso de equipamentos de proteção individual, como máscaras, luvas e álcool 70%.
 

Pedido de doações de produtos

A direção do asilo está pedindo doações de produtos utilizados no enfrentamento da pandemia do coronavírus. A instituição, que é filantrópica, precisa de doações de máscaras, álcool 70% em gel ou líquido e água sanitária.

Necessita ainda de fraldas, leite e aceita doações em dinheiro. O pix do asilo é o CNPJ da instituição: 23.953.730/0001-02, banco Sicredi.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade