Publicidade

Estado de Minas AUMENTO DE NOVOS CASOS

Itapagipe decreta lockdown nos fins de semana e toque de recolher todo dia

Cidade de cerca de 15 mil habitantes, situada no Triângulo Mineiro, registrou 141 casos positivos nos últimos sete dias


19/07/2021 12:43 - atualizado 19/07/2021 16:56

A vigência do novo decreto COVID de Itapagipe iniciou a partir das 5h desta segunda-feira (19/7) e vai até as 5h do dia 2 de agosto de 2021(foto: Prefeitura de Itapagipe/Divulgação)
A vigência do novo decreto COVID de Itapagipe iniciou a partir das 5h desta segunda-feira (19/7) e vai até as 5h do dia 2 de agosto de 2021 (foto: Prefeitura de Itapagipe/Divulgação)
Diante do aumento de novos casos da COVID-19 em julho, que já ultrapassa de todo o mês passado, Itapagipe, no Triângulo Mineiro, decretou lockdown aos finais de semana.

Segundo o novo decreto de enfrentamento ao novo coronavírus, de nº 1.115, que começou a valer a partir desta segunda-feira (19/7), nos dias 17 e 18, 24 e 25, 31 de julho e 1º de agosto, a cidade ficará totalmente fechada, inclusive supermercados, farmácias e caixas eletrônicos.

Entre as novas medidas também estão o toque de recolher todos os dias, entre 21h e 5h, e as proibições de festas e eventos, visitas sociais (reuniões de familiares de núcleos distintos), transitar no lago do Bairro Olinda e na Pista de Wheeling.

Além disso, os bares, restaurantes, sorveterias, trailers de alimentos e similares estão liberados entre as 5h e meia-noite, somente no delivery, sendo que a entrega no local está permitida até às 21h.

Ainda conforme o novo decreto COVID de Itapagipe, mercados, açougues e padarias podem funcionar das 5h às 21h, com limitação de pessoas no interior (uma pessoa para cada 4m²) e organização das filas com 3 metros entre as pessoas; clínicas de estéticas, cabeleireiros e similares, das 7h às 21h, com atendimento de uma pessoa por vez, mediante agendamento; comércio geral das 7h às 18h com uma pessoa para cada atendente; academias, das 5h às 21h, com limite de um pessoa para cada 10m² em locais fechados e uma pessoa para cada 4m² em locais abertos e leilões e atividades religiosas somente na modalidade virtual.

“A vigência desse decreto se iniciou a partir das 5h de 19 de julho e vai até às 5h de 2 de agosto de 2021. Devemos recuar nesse período, pois estamos próximos de atingir um nível de segurança com o avanço da vacinação. Nesta semana receberemos 520 doses de vacina e, provavelmente, alcançaremos a faixa etária de 40 anos. A expectativa para o final o ano é bastante promissora. Já vacinamos 5.845 pessoas em primeira dose, o que corresponde a 54,12% da população apta a ser vacinada e completamos 2.237 em segunda dose, correspondente a 20,71% da população acima de 18 anos", disse a Secretaria de Saúde de Itapagipe, atráves de nota.

Segundo boletins epidemiológicos da COVID-19 em Itapagipe, durante todo o mês de junho, foram registrados 151 novos casos, sendo que entre 1º e 18/7 foram contabilizados 218 casos positivos no município.

Desde o início da pandemia, na cidade, foram registrados um total de 1.798 casos da doença, sendo que destes 123 pessoas morreram.

Mais informações do novo decreto de enfrentamento à COVID-19 de Araxá estão no link.

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Posso beber após vacinar? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade