Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Feira Hippie e Pampulha: BH tem domingo de aglomerações

Isolamento insatisfatório e surgimento de novas variantes da COVID-19 traçam cenário preocupante para o Corpus Christi


30/05/2021 13:13 - atualizado 30/05/2021 16:39

'Mar' de gente tomou a Afonso Pena neste domingo por causa da Feira Hippie(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
'Mar' de gente tomou a Afonso Pena neste domingo por causa da Feira Hippie (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Belo Horizonte vive dia de ruas cheias e aglomerações. Neste domingo (30/5), o fluxo de pessoas foi intenso no entorno da Lagoa da Pampulha, onde cidadãos aproveitaram a luz do sol para se exercitar e admirar a paisagem. Na Feira de Artes, Artesanato e Produtores da Afonso Pena — a Feira Hippie, no Centro —, o movimento também chamou a atenção.

As aglomerações em tempo de COVID-19, no entanto, preocupam o comitê montado pela Prefeitura de BH para monitorar o avanço da doença viral. Na sexta-feira (28/05), data do último boletim diário da epidemia, o número médio de transmissão por infectado estava em 1,07 — o que representa nível intermediário de risco. O índice de isolamento, por seu turno, apontava 43,7%.

Aos fins de semana, o isolamento social costuma ter picos: no domingo passado, por exemplo, bateu 51,8%, ante 46,1% no dia anterior. Em abril e maio (considerando recorte até o dia 26), contudo, o percentual não ultrapassou 55%, marca tida como ideal por autoridades em saúde. A última vez que isso ocorreu foi em 28 de março, justamente um domingo. Naquele dia, 55,6% dos belo-horizontinos evitaram se expor ao vírus.

Neste domingo, na Pampulha, algumas pessoas praticavam, sem máscaras, atividades físicas como ciclismo e caminhada. Ao Estado de Minas, um guarda municipal disse que, durante parte da manhã, houve distribuição de protetores faciais aos transeuntes.

Na Feira Hippie, a multidão se espremeu entre os corredores da Afonso Pena para ver e adquirir os produtos expostos pelos barraqueiros.

Na Pampulha, caminhada e ciclismo deram o tom do domingo(foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)
Na Pampulha, caminhada e ciclismo deram o tom do domingo (foto: Gladyston Rodrigues/EM/D.A Press)


Às vésperas do feriado prolongado de Corpus Christi, que começa na próxima quinta (6/6), especialistas temem os efeitos da folga estendida que muitos cidadãos terão. O infectologista Unaí Tupinambás, que integra o grupo de médicos responsáveis por aconselhar o prefeito Alexandre Kalil (PSD), prega prudência durante esta semana.

“Tem feriado agora, a gente fica preocupado. As pessoas estão achando que a pandemia acabou. As pessoas estão cansadas, estamos (às vésperas do) inverno, há as variantes novas. Tem tudo para aumentar o número de casos e ser outra grande catástrofe”, alerta.

A queda no isolamento em Belo Horizonte tem relação com a gradual flexibilização das atividades. Neste mês, a prefeitura autorizou o relaxamento de medidas ligadas a supermercados, feiras livres e clubes.

Antes vetados de funcionar aos domingos, mercados e padarias passaram a poder abrir as portas. Os espaços de lazer e as feiras também foram liberadas.

Números dão alerta

Belo Horizonte encerrou a última semana útil com ligeiras quedas em todos os índices de monitoramento da pandemia — inclusive no índice de transmissão por infectado. Mesmo assim, o percentual de unidades de terapia intensiva (UTIs) ainda está no nível vermelho, tido como crítico. Segundo os dados, 77,7% dos leitos estavam com pacientes.

As enfermarias, por seu turno, estavam com 61,3%, no nível amarelo. Na terça (26/5), a cidade passou a barreira das 5 mil mortes por causa da virose. Conforme o último boletim, são 5.079 óbitos.

Secretário de Mandetta pede atenção

Ao EM, neste domingo, o ex-secretário de Vigilância do Ministério da Saúde, Wanderson Oliveira, disse que o monitoramento é essencial para que junho, julho e agosto sejam meses com menos mortes.

“O que dá para fazer nesses meses em que temos a maior parte de síndromes respiratórias? É testagem e/ou uma vigilância sindrômica para que isolemos todas as pessoas sintomáticas e tenha o melhor monitoramento de quem teve contato com aquela pessoa. A Saúde da Família dá conta de fazer isso”, falou.

Índice de isolamento social em BH - 16/5 a 26/5

  • 16/5: 51,9% (domingo)
  • 17/5: 43,3%
  • 18/5: 43,9%
  • 19/5: 43,8%
  • 20/5: 43,3%
  • 21/5: 42,9%
  • 22/5: 46,1% (sábado)
  • 23/5: 51,8% (domingo)
  • 24/5: 43,7%
  • 25/5: 43,7%
  • 26/5: 43,7%

Leia mais sobre a COVID-19

Confira outras informações relevantes sobre a pandemia provocada pelo vírus Sars-CoV-2 no Brasil e no mundo. Textos, infográficos e vídeos falam sobre sintomasprevençãopesquisa vacinação.
 

Confira respostas a 15 dúvidas mais comuns

Guia rápido explica com o que se sabe até agora sobre temas como risco de infecção após a vacinação, eficácia dos imunizantes, efeitos colaterais e o pós-vacina. Depois de vacinado, preciso continuar a usar máscara? Posso pegar COVID-19 mesmo após receber as duas doses da vacina? Confira esta e outras perguntas e respostas sobre a COVID-19.


Quais os sintomas do coronavírus?

Desde a identificação do vírus Sars-CoV2, no começo de 2020, a lista de sintomas da COVID-19 sofreu várias alterações. Como o vírus se comporta de forma diferente de outros tipos de coronavírus, pessoas infectadas apresentam sintomas diferentes. E, durante o avanço da pesquisa da doença, muitas manifestações foram identificadas pelos cientistas. Confira a relação de sintomas de COVID-19 atualizada.

O que é a COVID-19?

A COVID-19 é uma doença provocada pelo vírus Sars-CoV2, com os primeiros casos registrados na China no fim de 2019, mas identificada como um novo tipo de coronavírus pela Organização Mundial da Saúde (OMS) em janeiro de 2020. Em 11 de março de 2020, a OMS declarou a COVID-19 como pandemia.

(foto: Hudson Franco/EM/D.A Press)
(foto: Hudson Franco/EM/D.A Press)

Veja vídeos explicativos sobre este e outros tema em nosso canal



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade