Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Zema diz que estuda criar auxílio para comércio e trabalhadores da cultura

Anúncio foi feito em entrevista coletiva na manhã desta terça para detalhar a onda roxa do Minas Consciente, aplicada em todo o estado para conter o coronavírus


16/03/2021 10:43 - atualizado 16/03/2021 11:09

Auxílio anterior foi pago em três parcelas de R$ 39, apenas para famílias em situação de vulnerabilidade(foto: Reprodução da internet/Youtube)
Auxílio anterior foi pago em três parcelas de R$ 39, apenas para famílias em situação de vulnerabilidade (foto: Reprodução da internet/Youtube)
Em entrevista coletiva nesta terça-feira (16/03) para detalhar a implantação da onda roxa, fase mais restritiva do Minas Consciente, em todo o estado, o governador Romeu Zema (Novo) disse que estuda criar um auxílio para comerciantes e pessoas da área da cultura.

Os 853 municípios mineiros terão que entrar na onda roxa a partir dessa quarta (17/03) para tentar conter o avanço da COVID-19. Entre outras medidas, está o toque de recolher entre 20h e 5h e a proibição de reuniões e eventos, além do fechamento do comércio não essencial

Durante a entrevista, a reportagem do Estado de Minas questionou Zema sobre a situação dos pequenos comerciantes e dos trabalhadores da área da cultura em relação à pandemia e perguntou se o estado pretende oferecer algum auxílio nos moldes do que foi anunciado pelo governo do Maranhão, que também adotou medidas mais restritivas.

“Já solicitamos à Secretaria da Fazenda, que avalia o pode ser feito. Tivemos, inclusive, uma reunião na semana passada com representantes da área de cultura e entretenimento, que já trouxeram uma série de propostas para que esse setor possa receber algum tipo de auxílio, e isso está sendo analisado também. Nós sabemos que essas pessoas foram as mais afetadas, a área de cultura principalmente. A Lei Aldir Blanc ajudou muito, mas com essa nova cepa do vírus nós talvez tenhamos que fazer alguma coisa a mais”, informou o governador.

Também haveria um auxílio para o comércio. “Lembrando que no ano passado, fizemos uma ajuda expressiva. Foram destinados, eu não tenho o número aqui, mas uma ajuda para mais de 500 mil pessoas. Foi algo muito expressivo ano passado, em outubro, novembro e dezembro. Pagamos em três vezes um auxílio”, disse Zema.

Esse auxílio citado pelo governador de Minas Gerais era no valor de R$ 39 mensais, destinado às famílias em vulnerabilidade social inscritas no Cadastro Único para Programas Sociais (CadÚnico). Após as três parcelas, ele foi suspenso.

Já o benefício anunciado pelo governador Flávio Dino (PCdoB) será de R$ 600 para quem é da área da cultura e R$ 1 mil para bares e restaurantes, ambos em parcela única. 

Assista à entrevista coletiva de Romeu Zema, da Secretaria de Estado de Saúde e Polícia Militar de Minas Gerais desta terça (16/3)



“Egoísta”


Durante a entrevista, a reportagem também lembrou o caso de um comerciante que furou a quarentena em Belo Horizonte e, no último dia 15, disse ao Estado de Minas que prefere “morrer de COVID do que de fome”. Zema respondeu à declaração do lojista. “Eu vejo aí uma pessoa egoísta. Posso até falar 'eu prefiro morrer de COVID', mas tenho certeza que o vizinho dele, pessoas que ele conhece, talvez não pensem como ele. Então não é uma questão só 'o que interessa a mim', é uma questão 'o que eu posso contribuir com os demais'. Ele não está sozinho no mundo não. Cada um é dono da sua vida, mas quando o que você faz coloca a vida dos outros em risco, aí a situação fica diferente”, argumentou. 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade