Publicidade

Estado de Minas IMUNIZAÇÃO EM CURSO

BH tem 36.207 pessoas vacinadas contra a COVID-19

De acordo com boletim da prefeitura de BH, 135.270 doses foram enviadas à capital mineira até o momento


25/01/2021 18:47 - atualizado 25/01/2021 19:07

CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan e pela Sinovac Biotech, já foi aplicada em quase 40 mil pessoas em BH(foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan e pela Sinovac Biotech, já foi aplicada em quase 40 mil pessoas em BH (foto: Ramon Lisboa/EM/D.A Press)
A Secretaria Municipal de Saúde atualizou nesta segunda (25/1) a situação da vacinação contra a COVID-19 em Belo Horizonte. De acordo com números da pasta, 36.207 pessoas já foram imunizadas nessa primeira etapa.

 

No total, a prefeitura informa ter recebido 135.270 doses da CoronaVac. Dessas, a prefeitura destinou 68.250 ampolas a 59 postos de imunização.

 

Portanto, 67.020 doses ainda estão em estoque. Isso porque elas devem servir para completar o esquema vacinal daqueles que receberam a primeira imunização.

 

Fazem parte dos 59 postos de imunização os 49 hospitais das redes SUS e suplementar, as nove unidades de pronto-atendimento (UPAs) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu).

 

Todas essas vacinas vieram do Instituto Butantan, responsável pela produção da CoronaVac ao lado da farmacêutica chinesa Sinovac Biotech, sediada em Pequim.

 

A prefeitura segue o Plano Nacional de Imunização (PNI). Portanto, a prioridade dessa primeira fase de vacinação é dos profissionais de saúde, principalmente aqueles que atuam na linha de frente da COVID-19.

 

O PNI também previa a proteção de idosos e deficientes institucionalizados nessa primeira etapa. Porém, a prefeitura optou por priorizar apenas os profissionais de saúde por enquanto.

 

Insumos 

 

Nesta segunda-feira (25/01), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) informou nas redes sociais que a embaixada chinesa garantiu o envio de 5,4 mil litros de insumos para produção de mais doses da CoronaVac.

 

 

 

O chamado Ingrediente Farmacêutico Ativo (IFA) é fundamental para a elaboração do imunizante. A compra do produto estava em risco devido à falta de articulação do governo brasileiro com a China, sobretudo pelas declarações dos filhos do presidente.

 

Na semana passada, reunião entre o ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM/RJ), e o embaixador chinês Yang Wanming discutiu o envio desses insumos.

 

Desde o encontro, já havia um prognóstico de que o IFA para produção da CoronaVac seria enviado em breve ao Brasil.

 
AstraZeneca 

 

Outro imunizante já com aval da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) para uso no Brasil, a produzida pela Oxford e pela AstraZeneca deve chegar em breve em Belo Horizonte. 

 

Nesse sábado (23/01), o governo de Minas Gerais recebeu 190.500 doses da vacina. Os imunizantes estão na Rede Frio do estado, localizada no Bairro Gameleira, Região Oeste de BH. 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade