Publicidade

Estado de Minas CASOS EM ALTA

COVID-19: Sul de Minas em alerta por risco de colapso no sistema de saúde

São Sebastião do Paraíso confirma 76 casos e quatro mortes de nesta semana; números em alta também preocupam São Tomé das Letras e Alfenas


08/01/2021 14:38 - atualizado 08/01/2021 14:42

Representantes da saúde de São Sebastião do Paraíso se unem no combate à COVID-19(foto: Ascom/divulgação)
Representantes da saúde de São Sebastião do Paraíso se unem no combate à COVID-19 (foto: Ascom/divulgação)
O Sul de Minas está em alerta com o avanço da COVID-19 e sob ameaça de colapso no sistema de saúde. A Prefeitura de São Sebastião do Paraíso confirmou 76 casos e quatro mortes pela doença nesta semana. São Tomé das Letras registrou mais seis pessoas infectadas nessa quinta-feira (7/1), enquanto Alfenas atingiu 90% dos leitos da Unidade de Terapia Intensiva (UTI).

 

De acordo com a Prefeitura de São Sebastião do Paraíso, com os novos casos registrados nesta semana, o município soma 1.785 pessoas infectadas, sendo 54 mortes em decorrência da COVID-19.

 

O prefeito Marcelo Morais (PSC) informou que a cidade enfrenta os reflexos das festas de fim de ano. “O sistema de saúde do município está prestes a entrar em colapso. Números dos últimos dois dias mostram o crescimento alarmante envolvendo os casos de pacientes contaminados pela doença e ocupação de leitos no hospital”, disse.

 

Nesse cenário, os leitos de UTI para COVID-19 chegam a 66,6% de ocupação e os de enfermaria estão com 63,15%. A administração pública, em conjunto com representantes da Santa Casa e setores da saúde, traçou estratégias voltadas ao combate à doença.

 

“Se não tomarmos medidas drásticas, vamos colher o fruto disso. Precisamos apertar o cerco para que a doença não continue avançando no município”, destacou o prefeito.

 

De acordo com a prefeitura, os estabelecimentos que não cumprirem as regras de prevenção à COVID-19 podem ter o alvará de funcionamento cassado. Além disso, será feito o registro de boletim de ocorrência para quem não for localizado para testagem pelos agentes da vigilância em saúde.

 

São Tomé das Letras


São Tomé das Letras teme avanço do novo coronavírus(foto: Portal São Tomé das Letras/divulgação)
São Tomé das Letras teme avanço do novo coronavírus (foto: Portal São Tomé das Letras/divulgação)
O avanço do novo coronavírus em São Tomé das Letras também se intensificou nesta semana. O boletim municipal divulgou nove pessoas infectadas e outros 15 suspeitos. Somente nessa quinta-feira foram mais seis casos positivos da doença.

 

Na última quarta-feira (6/1), a cidade constatou um novo caso positivo e o prefeito empossado, Tomé Reis Alvarenga (MDB), gravou um vídeo para alertar a população.

 

A cidade ganhou fama de segura em relação à COVID-19 depois de ficar quase oito meses fechada para turistas. Mas caiu em um impasse, em outubro do ano passado, quando empresários da cidade conseguiram uma liminar determinando a reabertura das ativiades econômicas.

 

primeiro caso na cidade foi confirmado 20 dias depois desse impasse. O decreto vigente foi publicado em 27 de novembro do ano passado com algumas flexibilizações. O documento passou a permitir pontos turísticos, campings e hostels. A prefeitura também aumentou a capacidade desses estabelecimentos para 30%. Mas festas com aglomerações seguem proibidas na cidade. Inclusive, a tradicional queima de fogos no réveillon foi cancelada.

 

De acordo com a prefeitura, um novo decreto está sendo feito pelo novo Gabinete de Crise, criado para articular resoluções e estratégias de combate à pandemia do novo coronavírus.

  

Alfenas


Mesmo com decreto de calamidade pública, casos de COVID-19 só aumentam em Alfenas(foto: Gilson Leite/divulgação)
Mesmo com decreto de calamidade pública, casos de COVID-19 só aumentam em Alfenas (foto: Gilson Leite/divulgação)
A Prefeitura de Alfenas também está preocupada com aumento expressivo de casos de COVID-19 na cidade. No fim do mês passado, a administração municipal prorrogou o estado de calamidade pública por 180 dias. Mesmo assim, os dados do novo coronavírus seguem em alta. O último boletim municipal divulgou 2730 pessoas infectadas, sendo 64 mortes em decorrência da doença.

 

De acordo com a prefeitura, em 10 dias, a cidade somou mais 239 registros do novo coronavírus e mais uma morte. “É o resultado das aglomerações das festas de fim de ano. Infelizmente atingimos 90% da ocupação dos leitos de UTI/COVID, mesmo com a abertura de 10 novos leitos nas últimas semanas. Dos 30 leitos de UTI disponíveis exclusivamente para COVID-19 temos neste momento 26 ocupados”, alerta Dr. Carlos Marcelo, diretor clínico da Santa Casa de Alfenas.

 

O diretor da Santa Casa informou que a situação é complicada, pois o hospital atende outros 26 municípios da região.

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade