Publicidade

Estado de Minas EM PROL DA ECONOMIA

Prefeito de Divinópolis antecipa reabertura do comércio

Desde sábado (02/01), apenas serviços essenciais estão em funcionamento; mais ônibus irão circular e equipe fará orientação nas ruas


05/01/2021 21:19 - atualizado 05/01/2021 22:16

O anúncio foi feito em coletiva de imprensa concedida pelo secretário de saúde, vice prefeita, o prefeito e o assessor especial Fernando Henrique Oliveira(foto: Amanda Quintiliano)
O anúncio foi feito em coletiva de imprensa concedida pelo secretário de saúde, vice prefeita, o prefeito e o assessor especial Fernando Henrique Oliveira (foto: Amanda Quintiliano)

Antecipando-se a nova avaliação do programa estadual Minas Consciente, o prefeito de Divinópolis, região Centro-Oeste do estado, Gleidson Azevedo (PSC) informou que deverá recuar e publicar novo decreto permitido o funcionamento dos serviços não essenciais. Paralisadas desde sábado (02/01), o comércio poderá retomar as atividades a partir desta quinta-feira (07/01).

 

A decisão de manter apenas os serviços essenciais em funcionamento foi tomada pelo então prefeito Galileu Machado (MDB) a partir de recomendação do Comitê Extraordinário COVID-19 da Secretaria de Estado de Saúde (SES). Na última quarta-feira (30/12) a macrorregião Oeste regrediu para a onda vermelha. O decreto previa as restrições por uma semana.

 

Entretanto, a microrregião de Divinópolis manteve-se na onda amarela com 18 pontos – quase que no limite para atingir a etapa mais restritiva do programa. Com base neste indicador, o secretário municipal de Saúde, Alan Rodrigo – até semana passada superintendente da regional de Saúde – considerou seguro que o município siga as diretrizes da onda amarela.

 

“Na medida em que há segurança sanitária, é seguro. A situação ruim já foi superada há quatro semanas, quando apresentou taxas de ocupação superiores a 80% em Itaúna, Campo Belo e Formiga”, afirmou.

 

O avanço para a onda amarela está condicionada aos indicadores desta semana do Minas Consciente. Ele deve ser publicado ainda nesta quarta-feira (06/01). Um dos principais índices observados é o de internação, já que Divinópolis é referência para 53 cidades da região.

Plano de ação

 

Para o retorno do comércio, um plano de ação deverá ser observado. “Definimos soluções e decidimos pela retomada do comércio. A determinação do prefeito é de que a gente passasse realmente a trabalhar de forma conjunta, em prol da saúde e economia”, afirmou a vice-prefeita Janete Aparecida (PSC). Dentre as medidas, está a retomada dos 31 ônibus do transporte coletivo paralisados desde o início da pandemia. 

 

Um estudo está em execução para adequar o aumento de carros às demandas das linhas. Ao todo, 128 veículos irão circular a partir da reabertura das lojas e shoppings. “Não adianta voltar o comércio ao normal se o transporte público estiver funcionando do jeito que está. Já determinei que o transporte volte a ter toda a frota de ônibus”, destacou o prefeito. Outra mudança é a redução do número de passageiros que poderão ser transportados em pé, passando para 15.

 

O setor empresarial vai arcar com o custo de uma equipe de 40 pessoas para orientar a população pelas ruas da cidade quanto as medidas de prevenção. Os profissionais serão treinados pela Vigilância Sanitária e não terão poder de fiscalização. Caso sejam constatadas irregularidades, elas serão comunicadas aos fiscais competentes.

 

As academias puderam voltar a partir desta terça-feira (05/01). Uma lei municipal classificou o segmento como essencial. 

 

Novo comitê

 

O prefeito também nomeou os novos membros que vão compor o Comitê de Enfrentamento à COVID-19. Ao todo, serão 25 pessoas dentre secretários, médicos, vereadores, órgãos de segurança pública e representantes da sociedade organizada. Também haverá uma cadeira itinerante que será ocupada de acordo com o tema de cada reunião.

 

Embora tenha antecipado a reabertura da atividade econômica, o prefeito prorrogou o estado de calamidade pública para fins de prevenção e enfrentamento ao novo coronavírus. O decreto terá validade até 30 de junho deste ano. 

 

*Amanda Quintiliano especial para o EM

 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 

 


O que é o coronavírus

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp


Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
  

Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê


Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:


 

 

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade