Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Secretário pede suspensão de cirurgias e prevê cenário 'sombrio' em janeiro

Jackson Machado ressaltou a importância de ter leitos de UTI disponíveis


18/12/2020 12:28 - atualizado 18/12/2020 13:51

Secretário de Saúde, Jackson Machado, chamou atenção para a velocidade de transmissão do coronavírus no momento(foto: Edésio Ferreira/EM/D. A. Press)
Secretário de Saúde, Jackson Machado, chamou atenção para a velocidade de transmissão do coronavírus no momento (foto: Edésio Ferreira/EM/D. A. Press)
Em entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira, o secretário Municipal de Saúde de Belo Horizonte, Jackson Machado, fez um apelo para que os médicos dos hospitais privados da capital suspendam as cirurgias eletivas (que não são de emergência) para preservar leitos das Unidades de Terapia Intensiva (UTI) para pacientes com a COVID-19.


“Eu sei que diversos planos de saúde e a cooperativa de médicos suspenderam as cirurgias eletivas dos hospitais próprios, mas há muitos hospitais privados que ainda estão realizando cirurgias eletivas. É muito importante que neste momento tenhamos a consciência da importância de preservar os leitos de CTI para COVID, já que esse número está subindo muito", disse Machado.

Nós temos visto, o prefeito mencionou isso, que a rede privada tem seus números muito maiores que o da rede pública”, destacou o secretário, que já havia mencionado o gargalo na rede particular em novembro.

Futuro sombrio


Ao falar sobre os dados mais recentes da COVID-19 em Belo Horizonte, divulgados na tarde dessa quinta-feira, Jackson Machado disse que a situação não é das mais otimistas. 

"O nosso cenário para janeiro é um pouco sombrio, os números estão crescendo. Os números de ontem (17/12) estão em um RT de 1,09, a ocupação de CTIs de 61,7% enfermaria de 52,9%", citou o secretário Muncipal de Saúde de BH.

RT é a sigla para taxa de transmissão, e ela vem aumentando na capital. Na última terça-feira, ela estava em 1,05, passando para 1,07 na quarta, até chegar a 1,09 ontem. Isso significa que 100 pessoas doentes conseguem contaminar com o coronavírus outras 109. A velocidade de transmissão fica na fase de controle quando a taxa é inferior a 1. 

Horário do comércio é ampliado antes do Natal


Na entrevista de hoje, o prefeito Alexandre Kalil (PSD) anunciou a ampliação do horário de funcionamento do comércio a partir deste sábado, 19 de dezembro, mas enfatizou que a população deve evitar abusos e insistiu na importância do distanciamento social.

“Queria dizer que não vamos fechar a cidade. Estamos ampliando o comércio de rua das 9h até 20h e os shoppings de 10h às 21h. Vamos ampliar simplesmente para evitar aglomeração, não é porque a situação está boa não. É uma medida técnica para evitar aglomerações (...) Isso não é para passear na rua não", afirmou nesta sexta-feira.

Até então, de segunda a sexta-feira, o funcionamento do comércio de rua era de 10h às 19h. O novo horário será válido por tempo indeterminado e será reavaliado futuramente. 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade