Publicidade

Estado de Minas

Serra da Piedade retoma missa neste sábado com público limitado

Às 14h, está prevista a entrada do primeiro grupo composto por 15 pessoas, que deverão usar máscara e terão a temperatura aferida logo na portaria


05/09/2020 07:00 - atualizado 05/09/2020 07:10

(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press - 30/3/18)
(foto: Marcos Vieira/EM/D.A Press - 30/3/18)

De volta ao ar puro do alto da montanha, às missas na ermida barroca e a um patrimônio paisagístico, espiritual, histórico e ambiental. A Serra da Piedade, em Caeté, na Região Metropolitana de Belo Horizonte, será reaberta na tarde deste sábado à visitação pública após quase seis meses de acesso interrompido devido à pandemia do novo coronavírus. Às 14h, está prevista a entrada do primeiro grupo composto por 15 pessoas, que deverão usar máscara e terão a temperatura aferida logo na portaria – aquelas com sintoma de febre não poderão ingressar.
Na tarde dessa sexta-feira (4), a Arquidiocese de Belo Horizonte divulgou as orientações aos visitantes. Para ter acesso ao Santuário Nossa Senhora da Piedade, dedicado à padroeira de Minas e que recebia, antes da pandemia, cerca de 500 mil peregrinos, é preciso se cadastrar com antecedência pelo telefone (31) 3319-6111 ou por meio do site www.santuarionspiedade.org.br.

Dentro dos protocolos determinados pelo Ministério da Saúde e pelas autoridades sanitárias, haverá álcool em gel disponível. A visita não é recomendada a pessoas do grupo de risco. Conforme normas da Arquidiocese de BH, o visitante precisa acompanhar o guia durante todo o passeio e seguir suas recomendações.

Há uma série de restrições ao consumo de bebidas alcoólicas, churrasco ou uso de fogareiro, levar qualquer animal para dentro da reserva, escalar ou subir nas pedras, caçar ou aprisionar animais, causar danos à vegetação, retirar mudas, sair das trilhas ou abrir novos caminhos. O santuário obedece a normas também do Instituto Estadual de Florestas (IEF) e das prefeituras de Caeté e Sabará.
 
É proibido ainda escutar música em alto volume, acampar e pernoitar em carros, andar de bicicleta nas trilhas (por causa da fragilidade do solo), praticar esportes radicais e levar refeições para lanche ou piquenique. Neste período de reabertura gradual, o santuário mantém à venda comida no restaurante. A loja de artesanato ficará fechada, a exemplo da lanchonete. CLIMA No Santuário Basílica Nossa Senhora da Piedade há variação de temperatura devido à altitude (1.746 metros). Portanto, o visitante deve levar um agasalho e usar sapatos confortáveis para aproveitar o passeio.

A taxa de visitação é R$ 10 por pessoa (isenção para crianças abaixo de 7 anos), com o pagamento no restaurante do santuário (Espaço Dom João Resende Costa).
 

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 

 


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade