Publicidade

Estado de Minas

Prefeitura ainda estuda como reabrir clubes em Belo Horizonte

'Acredito que não vai haver uma liberação dos clubes em sua totalidade', comentou o secretário Municipal de Saúde nesta quinta


27/08/2020 12:25 - atualizado 27/08/2020 12:30

O secretário Municipal de Saúde de Belo Horizonte, Jackson Machado, em coletiva nesta manhã(foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Press)
O secretário Municipal de Saúde de Belo Horizonte, Jackson Machado, em coletiva nesta manhã (foto: Gladyston Rodrigues/EM/DA Press)


Apesar da reabertura gradual já atingir boa parte das atividades em Belo Horizonte durante a pandemia da COVID-19, a volta dos clubes sociais da capital mineira ainda é incerta. A nova etapa foi detalhada pela prefeitura em uma coletiva de imprensa na manhã desta quinta-feira.

Questionado, o secretário Municipal de Saúde de Belo Horizonte, Jackson Machado disse que a situação precisa ser analisada. Ele ressaltou que os espaços realizam atividades coletivas importantes, mas que não podem ser abertas neste momento. 

O secretário também avalia que é difícil fiscalizar os locais. “Clube é uma entidade que não tem dono. Então não é igual uma academia que você consegue monitorar. Se uma pessoa é sócia de um clube, chega lá e não tem máscara, nós não temos como intervir nesse ambiente”, disse. “Então, nós estamos estudando protocolos diferentes para diferentes atividades que são realizadas nos clubes. Acredito que não vai haver uma liberação dos clubes em sua totalidade. Exemplo: sauna de clube não vai voltar a funcionar. Temos que estudar cada uma e ver clubes individualmente”, comentou Jackson Machado.

A decisão da mudança de protocolo em relação a bares, restaurantes, academias, centros de treinamento e clínicas de estética veio após uma reunião nessa quarta-feira com mediação do Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG). 



Participaram da reunião o prefeito Alexandre Kalil (PSD); o desembargador Gilson Soares Lemes, presidente do TJMG;  o presidente da Associação Brasileira de Bares e Restaurantes em Minas Gerais (Abrasel-MG), Paulo Solmucci Jr.; o advogado da entidade, Pedro Ottoni Costa; e o presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Belo Horizonte e Região Metropolitana (Sindibares), Paulo Pedrosa. Todos eles assinaram o documento estabelecendo as normas.

A conciliação mediada pela Justiça pôs ponto final em um impasse que já durava um mês entre a Abrasel e a prefeitura. A entidade chegou a obter duas liminares na Justiça para liberar horários e consumo de bebidas nos estabelecimentos associados, concedidas pelo mesmo magistrado. Uma foi derrubada pelo presidente do Tribunal de Justiça até o julgamento do mérito, a pedido Executivo municipal, enquanto a outra não tinha valor jurídico, conforme o governo Kalil e especialistas ouvidos pela reportagem, justamente por apresentar os mesmos argumentos da anterior.

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade