Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Coronavírus pressiona o Vale do Aço e cidades na divisa com o Rio

Décima em população, Ipatinga é a terceira em casos de COVID-19 em Minas e credita posição a testagem. Muriaé registra escalada da doença


postado em 02/07/2020 06:00 / atualizado em 02/07/2020 07:47

Ontem, Ipatinga registrava 2.150 casos e 43 óbitos por COVID-19(foto: Prefeitura de Ipatinga/Divulgação)
Ontem, Ipatinga registrava 2.150 casos e 43 óbitos por COVID-19 (foto: Prefeitura de Ipatinga/Divulgação)


Grande número ou elevação rápida de casos de COVID-19 chamam a atenção em algumas cidades de regiões distintas do interior de Minas. Entre elas Ipatinga, citada ontem como preocupante pelo governador Romeu Zema (Novo), e Muriaé, na Zona da Mata, além de outras cidades na divisa com o Rio de Janeiro. Décima cidade mais populosa de Minas Gerais, Ipatinga tem o terceiro maior número de diagnósticos da doença provocada pelo novo coronavírus, um total de 2.150, posição que credita ao número elevado de testes realizados no município, um para cada 25 cidadãos, com resultados positivos para muitas pessoas as- sintomáticas. Segundo dados da Secretaria de Estado de Saúde (SES), o número de casos do município polo do Vale do Aço só é superado pelos de Uberlândia, no Triângulo Mineiro, com 6.354, e Belo Horizonte com 5.771.

Segundo a prefeitura, Ipatinga, que tem 263.410 habitantes, de acordo com IBGE (2019,) passou a realizar os exames na casa das pessoas desde semana passada. Em 28 de maio, a cidade tinha 200 casos confirmados e um óbito. Ontem, eram 2.150 casos e 43 óbitos. O município registra ainda 4.562 casos suspeitos e 87 internados. "Só na última semana compramos 10 mil testes rápidos. Hoje, o município já realizou mais de 10.800 exames", disse a secretária municipal, Érica Dias.

A escalada coronavírus é notável em Muriaé. Segundo o boletim da SES, a cidade registrava 21 mortes – mesmo número do dia anterior – e 855 casos ontem, 129 a mais que na terça-feira. Há uma semana, o município contava com 609 infecções e 17 mortes por coronavírus. De acordo com a Secretaria de Saúde de Muriaé, até ontem, 54 pacientes estavam internados em leitos reservados para tratar COVID-19 no município. Testes já confirmaram a infecção em 30 deles. Do total de internados, 21 pacientes estão em Unidade de Terapia Intensiva (UTI), sendo que 15 desses precisaram ser intubados.

Por meio de decreto válido desde 22 de junho, a Prefeitura de Muriaé permite a abertura de estabelecimentos comerciais essenciais, com horário definido para fechar. O texto também proíbe a circulação em praças públicas, bem como quadras e campos para prática de esportes.

A situação da epidemia em Muriaé se repete em menor escala em cidades vizinhas, próximas da divisa com o estado do Rio de Janeiro. Segundo o boletim da SES, Ubá tinha ontem 142 casos confirmados e três mortes por coronavírus. Em 24 de junho, há uma semana, a SES registrava 106 casos e três óbitos no município.

Até ontem, a SES contabilizava 86 casos e duas mortes em Cataguases, os mesmos números do dia anterior. Porém, na última semana, a cidade registrou 27 novos casos. No mesmo período, Além Paraíba passou por uma alta de mais de 50% no número de infecções confirmadas por coronavírus. Ontem, a SES registrava 154 casos e dois óbitos na cidade. Em 24 de junho, eram 100 casos, e as mesmas duas mortes por COVID-19.

Consultada, a SES reforçou a necessidade de adesão dos municípios ao Minas Consciente – que lista protocolos de controle das atividades econômicas. No caso específico de Ipatinga, informou, por meio de nota, que o governo do estado enviou 21 respiradores e quatro cardioversores, que vão equipar os hospitais Municipal e Márcio Cunha, o que possibilitará a ampliação de leitos de UTI. *Estagiário sob supervisão da subeditora Rachel Botelho

O que é o coronavírus


Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.
Vídeo: Por que você não deve espalhar tudo que recebe no Whatsapp

Como a COVID-19 é transmitida? 

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Vídeo: Pessoas sem sintomas transmitem o coronavírus?


Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.
Vídeo: Flexibilização do isolamento não é 'liberou geral'; saiba por quê

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia

Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal
Os tipos de sintomas para COVID-19 aumentam a cada semana conforme os pesquisadores avançam na identificação do comportamento do vírus. 

Vídeo explica por que você deve 'aprender a tossir'


Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o vírus Sars-CoV-2 é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Coronavírus e atividades ao ar livre: vídeo mostra o que diz a ciência

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

 



receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade