Publicidade

Estado de Minas COVID-19

Volte melhor da quarentena: novos hábitos podem ser incorporados

Faça atividades de desenvolvimento pessoal e de organização doméstica para se ocupar durante o isolamento social


postado em 11/04/2020 06:00 / atualizado em 11/04/2020 08:40

O período de reclusão orientado por órgãos de saúde devido ao coronavírus tem deixado muita gente afastada de seus afazeres normais. Com as famílias em casa, pode acabar sobrando tempo livre, o que pode ser uma boa chance de desenvolver atividades para afugentar o tédio e a ansiedade comuns nesta época. São opções de diversão, mas o momento também serve para aprimorar conhecimentos, dependendo do interesse de cada um.

Tudo tem o lado positivo – não é à toa que o termo "crise" remete a crescimento. É uma oportunidade de aprendizado. O vírus pode acabar mostrando como desacelerar e focar no que realmente importa, gerando ambientes melhores e relações mais saudáveis.

Entre passeios virtuais, canais abertos de filmes e séries, cursos on-line, ideias de organização da casa, dicas de culinária, exercícios físicos no domicílio, há muito o que fazer. Entre outras ideias, pode ser uma boa hora também para aprender a tocar um instrumento, desenvolver um novo idioma.

Muito do tempo maior agora disponível vem do que se gastava no trânsito em dias normais. É o momento de aproveitar essas preciosas horas a mais no dia para fazer algo valioso para a saúde. "Pense nas horas de trânsito que você perdia e o que você poderá fazer com isso em prol da sua saúde. Se te faltava tempo, agora não falta mais. Comece a criar bons hábitos", afirma a dermatologista Claudia Marçal, membro da Sociedade Brasileira de Dermatologia e da Academia Americana de Dermatologia.

Clique para ampliar a imagem(foto: Lelis/Arte EM)
Clique para ampliar a imagem (foto: Lelis/Arte EM)


Meditação


Aline Lamaita, angiologista e membro do American College of Lifestyle Medicine lembra que esta é uma oportunidade para entrar em harmonia consigo mesmo. "Faça coisas de que goste, cuide da aparência, pratique meditação, mindfullness. O tempo de recuperação é extremamente importante para manejo de estresse", afirma, principalmente diante do temor sobre o coronavírus. A meditação é mesmo uma aliada para relaxar e afastar a ansiedade desmedida em época de quarentena. É possível fazer em casa movimentos de respiração, relaxamento, ao som de músicas tranquilizantes.

Beatriz Lassance, cirurgiã plástica e integrante do Colégio Brasileiro de Medicina do Estilo de Vida pontua outras opções. Para quem está fazendo home office, assim que 'sair' do trabalho, é necessário um detox para os neurônios. "Cozinhe, faça exercício físico em casa, brinque com o filho, jogue cartas com a família, leia um bom livro, cuide da pele. Aposte em tudo e qualquer coisa que você goste e o faça desconectar", aconselha.

Estar isolado não é sinônimo nem motivo para se afastar dos amigos. Pelo contrário: cultivar amizades é fundamental, inclusive para o bem-estar emocional. Não há mais desculpa sobre a correria diária que acaba deixando de lado o contato com quem se gosta. "A sociabilidade está diretamente ligada à longevidade. É importante cultivar amigos reais. Curtidas em redes sociais não são suficientes. Um importante estudo de Harvard que já dura 75 anos mostra que pessoas que se consideram felizes são as que têm mais relações sociais, ou seja, amigos e família, independentemente do nível sociocultural", reforça Beatriz Lassance. Aproveite para ligar para eles, manter estreita essa relação, apesar da distância, jogar conversa fora ou contar alguma novidade.

Autoestima


Iniciar uma rotina de cuidados com a pele é uma ótima alternativa. Durante a quarentena, é importante tentar buscar o bem-estar mental e a autoestima. "Uma rotina, por exemplo, faz parte de um estilo de vida saudável, e nos ajuda a manter a cabeça no lugar. E para muitas pessoas, cuidar da pele faz parte do dia a dia. Se ainda não faz parte da sua, agora é a hora", afirma Isabel Luiza Piatti, especialista em estética e cosmetologia e membro do Conselho Científico da Academia Brasileira de Estética Científica.

Outra alternativa para afugentar a tensão pode ser criar um spa caseiro. Tudo ajustado para um banho relaxante, com um som agradável e à luz de velas, ou fazer o próprio escalda-pés – maneiras para se desligar da avalanche de informações negativas.

Muitos canais na internet estão abrindo espaço para ensinar diversas atividades, disponibilizando conteúdos para agradar diferentes perfis de pessoas. Há sites, por exemplo, com vídeos gratuitos feitos por músicos profissionais orientando como tocar instrumentos. Interessados têm à mão aulas de violão, guitarra, baixo, bateria, canto, teclado, piano, cavaquinho, sax, violino e harpa, entre outros. São tutoriais para músicos iniciantes e avançados, com um enorme agrupamento de técnicas.

Para quem é fã de filmes e séries, várias plataformas streaming e canais de televisão por assinatura estão liberando o acesso e oferecem parte ou o catálogo inteiro, gratuitamente, para quem não é assinante. O público-alvo é diverso – tem opção para as crianças, os adolescentes e os mais velhos. Uma dica é assistir aos filmes indicados ao Oscar 2020 que ainda estão na lista de espera. Outra ideia é ouvir podcasts. Entre diversos assuntos, são programas que falam de política, educação, esportes, tecnologia, ciência, celebridades, humor, para citar apenas alguns.

Por meio digital ou mesmo abrindo aquela velha caixa guardada, rever fotografias antigas é uma forma de reviver bons momentos. Na toada cultural, museus pelo mundo têm aberto lugar para passeios virtuais por suas sedes, mostrando a diversidade de obras e informações detalhadas sobre os trabalhos e seus autores.

O mundo tecnológico tem feito muita gente esquecer os livros na estante, muitos sem sequer uma página lida. Os instantes de calma e silêncio pedem para retomar a leitura, uma atitude fundamental, muito diferente de apenas a vivência na internet e redes sociais.

Cursos on-line são outra possibilidade durante o isolamento social. Entre as áreas compreendidas nas aulas em diferentes canais, estão na grade administração, desenvolvimento pessoal, educação e pedagogia, idiomas, informática, comunicação, negócios, marketing, comportamento, vendas, finanças, projetos, arquitetura, mecânica – muitos até com direito a certificado.

Para quem não quer deixar a rotina de exercícios físicos, ou para quem pretende começar, dá para se movimentar sem sair de casa. Mais uma vez, é possível encontrar uma infinidade de treinos ofertados on-line. Uma opção para evitar aglomeração em academias (que estão inclusive fechadas) ou espaços ao ar livre. São atividades com instrumentos fáceis de ter em casa. "É importante manter-se ativo em casa, pois o exercício físico, quando praticado de forma regular traz uma série de benefícios para a saúde, inclusive para a pele. A atividade física (incluindo exercícios aeróbicos, musculação e alongamentos) é importante em diversos aspectos", ressalta Beatriz Lassance.

Culinária


Com restaurantes e fast-foods com o funcionamento interrompido, uma boa ideia é mesmo assumir as rédeas da cozinha e começar a preparar a própria refeição, iniciando ou mantendo uma dieta adequada. Cozinhar e aprender novas receitas é também uma saída para preencher o tédio. Receitas diversas pipocam na internet, além de aulas de culinária transmitidas ao vivo por redes sociais. "A alimentação tem um papel fundamental na manutenção e fortalecimento do organismo, pois é responsável por fornecer nutrientes essenciais para as funções orgânicas, inclusive as imunológicas", diz Marcella Garcez, médica nutróloga e professora da Associação Brasileira de Nutrologia. Receitas simples, como bolos e biscoitos, são boas opções para que as crianças também participem do preparo e se divirtam.

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Especial: Tudo sobre o coronavírus 

Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa

Coronavírus é pandemia. Entenda a origem desta palavra


Há ainda quem pretende renovar ou transformar a decoração da casa, mas não encontrava tempo. A hora é boa e, com criatividade, é possível criar itens de decoração no estilo faça você mesmo. Sites e aplicativos têm oferecido também aulas de idioma, com lições diárias de vocabulário e gramática, a partir de sons, imagens e textos.

Pintar, desenhar, colorir – bons hábitos que muita gente deixou para trás e dá para retomar. E, se faltava tempo livre para organizar a casa, agora não falta mais. Arrumar armários, gavetas, prateleiras e cômodas é um passatempo. Uma casa organizada é sinal de mente em ordem. Encontrar uma nova configuração para aqueles itens que antes estavam uma bagunça é um ato prazeroso. Tricotar e dançar, entre muitas sugestões, são outras práticas ensinadas em tutoriais e vídeos educativos na internet – pode ser o momento para descobrir um novo hobby. Outra forma de ocupar o tempo em casa é cuidar das plantas.

TENTE CRIAR UMA NOVA ROTINA

DICAS DO QUE FAZER PARA PASSAR O TEMPO EM CASA, REDUZINDO  A ANSIEDADE E AFASTANDO O TÉDIO

  • Aprender um novo idioma, buscar o desenvolvimento pessoal, fazer cursos on-line
  • Visitar museus por canais virtuais
  • Rever fotos antigas
  • Organizar a casa, incluindo armários, gavetas e cômodas
  • Cozinhar, aprender receitas e buscar hábitos alimentares mais saudáveis
  • Ler um livro
  • Praticar atividades físicas, dançar e se manter ativo
  • Meditar e buscar atividades que promovam o relaxamento
  • Ouvir podcasts
  • Maratonar filmes e séries
  • Aprender a tocar instrumentos
  • Valorizar os amigos: ligue para eles
  • Iniciar uma rotina de skincare e fazer um spa caseiro
  • Criar itens de decoração. Faça você mesmo
  • Pintar, desenhar e colorir
  • Descobrir um novo hobby
  • Cuidar das plantas


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade