UAI
Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS EM MINAS

Aposentada costura máscaras de proteção para doação e as pendura no portão de casa, em Itaúna

Nas máscaras, uma mensagem: 'Se precisar, pode levar, só uma por vez. Lave todos os dias depois de usar. Lave com água e sabão. Use quando for sair de casa. Que Deus nos proteja'


postado em 08/04/2020 19:24 / atualizado em 08/04/2020 20:28

Máscaras produzidas por Elizabeth Souza penduradas no portão de casa, em Itaúna(foto: Divulgação/Elizabeth Melo)
Máscaras produzidas por Elizabeth Souza penduradas no portão de casa, em Itaúna (foto: Divulgação/Elizabeth Melo)
Um pequeno gesto de solidariedade chamou atenção dos moradores de Itaúna, no Centro-Oeste de Minas. Em meio aos portões fechados do bairro Belvedere, uma aposentada resolveu colocar máscaras caseiras penduradas na porta de casa para doação. Junto a elas havia um aviso importante: “Se precisar, pode levar, só uma por vez. Lave todos os dias depois de usar. Lave com água e sabão. Use quando for sair de casa. Que Deus nos proteja”. O item é essencial para combater o novo coronavírus.

Elizabeth Souza conta que a ideia de ajudar o próximo veio de um sentimento de tristeza que surgiu depois dos dias de isolamento social. “Nas primeiras semanas, eu fiquei assustada, chorei muito, me preocupei com meus pais que tem mais de 90 anos. Vi tanta notícia ruim, me deu aperto no coração. Mas depois, vi no WhatsApp as pessoas fazendo máscara. Foi aí que tive a ideia”, disse.

Bebeth, como é conhecida pelos moradores da cidade, observou que muitas pessoas que não podiam seguir as medidas de quarentena, passavam na porta de sua casa. “Essas pessoas não podem deixar de trabalhar porque no final do dia ficam sem comer”, conta. “Então, fiz minha parte. Já que eles estão se arriscando para trabalhar, ajudei na proteção. Não é nada de mais. Só uma ajuda”, diz.

Após um dia de trabalho, a aposentada colocou as máscaras penduradas no portão. Ela conta que o marido não achou que a ideia daria certo, mas quando os dois voltaram de uma consulta ao oftalmologista, nenhuma máscara estava mais lá. “As pessoas agora estão me ligando, falando que querem mais”, brinca.

A senhora conta que seu maior hobbie é costurar. Para ela, transformar os retalhos em máscara de proteção foi tarefa fácil. Ela não chegou a gastar com o ato, apenas juntou os tecidos que já tinha em casa. 

“Não gastei nada. Já tinha aqui tudo que eu precisava. Costurar é meu cigarro, sabe? Meu vício. Para quem quer fazer igual é bem simples, só pegar um lençol que você não usa mais, um retalho ou pedaço de tecido. É fácil fazer e pode ajudar várias pessoas”, explica.

Parte do vestuário


O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, disse na última terça-feira (7) que as máscaras de proteção vão se popularizar entre os brasileiros como parte do vestuário. 
"Pode ter certeza de que isso vai ser um objeto de uso muito mais comum, como um objeto pessoal do seu vestuário. A pessoa vai ter camiseta, vai ter pijama, vai ter lá seu joguinho de máscaras", afirmou. 

No último domingo (5) o ministro postou um vídeo nas redes sociais explicando como fazer as máscaras de forma simples e fácil. 


 
*Estagiária está sob supervisão de Bruno Furtado
 

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Especial: Tudo sobre o coronavírus 

Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa

Coronavírus é pandemia. Entenda a origem desta palavra


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade