Publicidade

Estado de Minas CORONAVÍRUS

Está com suspeita de COVID-19? Saiba como fazer consulta on-line gratuita

População de Belo Horizonte cadastrada no Sistema Único de Saúde pode agendar atendimento via aplicativo ou portal da prefeitura


postado em 06/04/2020 17:19 / atualizado em 06/04/2020 17:56

População de BH cadastrada no SUS pode agendar atendimento via aplicativo ou portal da prefeitura(foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)
População de BH cadastrada no SUS pode agendar atendimento via aplicativo ou portal da prefeitura (foto: Tulio Santos/EM/D.A Press)

Pacientes do SUS-BH terão acesso a consulta on-line para atendimento dos casos suspeitos de COVID-19 a partir desta segunda-feira. De acordo com a Prefeitura de Belo Horizonte, todos os moradores da capital mineira cadastrados em Centros de Saúde na capital terão acesso à ferramenta e podem realizar esse tipo de atendimento virtual com médicos dos SUS.

A consulta deve ser realizada por pessoas que apresentam sintomas como tosse, dor de garganta, congestão nasal e coriza, com ou sem febre. “A iniciativa tem o objetivo de atender e orientar a população, diminuindo assim a circulação de pessoas, principalmente os grupos de maior risco – como idosos, imunossuprimidos e gestantes – aos serviços de saúde”, informou a prefeitura.

O serviço, resultado de parceria da Secretaria Municipal de Saúde com a Unimed-BH, funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

A ferramenta está disponível apenas para cidadãos de Belo Horizonte com cadastro em Centro de Saúde. Caso o paciente não esteja cadastrado, é necessário procurar unidade de referência para realizar a inscrição. Os endereços estão disponíveis no portal da Prefeitura.

Como vai funcionar?

  1. Acesse o portal da Prefeitura ou o PBH APP e se cadastrar para uma Consulta On-line Coronavírus;
  2. Após confirmar o cadastro no SUS-BH, o paciente entra em uma tela para escolha da data e horário da teleconsulta, dentro da disponibilidade da rede SUS;
  3. No dia e hora agendados, o usuário entrará novamente no sistema com seus dados cadastrais (CPF e data de nascimento) e terá acesso à consulta por vídeo;
  4. De acordo com o diagnóstico levantado, ele poderá receber orientações de isolamento domiciliar e receita de medicamento que seguirá escaneada no e-mail de cadastro informado;
  5. Com a impressão da receita, o paciente poderá buscar o medicamento no Centro de Saúde de sua área de abrangência.

De acordo com a prefeitura, os pacientes com suspeita de COVID-19 seguirão ainda em telemonitoramento, por telefone, pela equipe da unidade de atendimento, que irá ligar a cada 48 horas, de acordo com a indicação médica, para avaliar a evolução dos sintomas relatados na teleconsulta.

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:

Especial: Tudo sobre o coronavírus 

Coronavírus: o que fazer com roupas, acessórios e sapatos ao voltar para casa

Coronavírus é pandemia. Entenda a origem desta palavra

Compartilhe no Facebook
*Apenas para assinantes do Estado de Minas

Publicidade