Publicidade

Estado de Minas

Prefeitura de Betim distribui 120 mil litros de álcool em gel à população

Inicialmente, 15 mil litros foram doados aos moradores mais carentes em frascos de 300ml


postado em 24/03/2020 16:19 / atualizado em 24/03/2020 16:57

(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
(foto: Edesio Ferreira/EM/D.A Press)
Numa campanha emergencial de combate ao coronavírus, moradores de Betim compareceram aos postos de atendimento ontem para receber álcool em gel doados pela prefeitura da cidade. Os 120 mil litros do produto que ajudam a higienizar as mãos e o ambiente de casa foram distribuídos nas 10 gerências regionais do município, evitando maior aglomeração de pessoas.

A prefeitura estima que, pelo menos, 360 mil recipientes sejam abastecidos em toda a cidade. Ontem, no primeiro dia de distribuição, 15 mil litros foram doados à população. A ação surgiu para atender inicialmente as pessoas mais carentes, principalmente depois que o produto teve alta abusiva de preço nos supermercados e farmácias devido à grande procura. Cada morador de Betim teve de levar um frasco para retirar 300ml de álcool em gel, quantidade máxima a que cada pessoa tinha direito. 

O álcool em gel foi fabricado e doado por uma empresa que pertence ao prefeito Vittorio Medioli (Podemos), com sede em Jaíba, no Norte de Minas, localizada a 622 quilômetros de Belo Horizonte. A partir desta quarta-feira (25), uma tradicional empresa fabricante de cachaça també, ajudará de forma voluntária na distribuição do produto, até mesmo enchendo recipientes de 300ml.

Segundo Medioli, a iniciativa tem a missão de contribuir para a diminuição da expansão da pandemia. “Estamos vivendo um cenário de guerra. Não há tempo a perder. Posteriormente, as pessoas receberão o álcool já embalado, mas neste momento precisamos agir rápido para proteger a população e os profissionais de saúde que estão na linha de frente por todos nós”.

Até esta terça-feira (24), Betim tinha dois casos confirmados do novo coronavírus e 214 suspeitos – 16 foram descartados. A prefeitura ainda investiga a morte de um menino de 10 anos, que sofria de asma e apresentava quadro de insuficiência respiratória. Ele estava internado no Hospital Regional desde a tarde desta segunda-feira (23), mas não resistiu. O próprio hospital recolheu amostras de fluídos da criança para análise na Fundação Ezequiel Dias, em Belo Horizonte.
 

O que é o coronavírus?

Coronavírus são uma grande família de vírus que causam infecções respiratórias. O novo agente do coronavírus (COVID-19) foi descoberto em dezembro de 2019, na China. A doença pode causar infecções com sintomas inicialmente semelhantes aos resfriados ou gripes leves, mas com risco de se agravarem, podendo resultar em morte.

Como a COVID-19 é transmitida?

A transmissão dos coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como gotículas de saliva, espirro, tosse, catarro, contato pessoal próximo, como toque ou aperto de mão, contato com objetos ou superfícies contaminadas, seguido de contato com a boca, nariz ou olhos.

Como se prevenir?

A recomendação é evitar aglomerações, ficar longe de quem apresenta sintomas de infecção respiratória, lavar as mãos com frequência, tossir com o antebraço em frente à boca e frequentemente fazer o uso de água e sabão para lavar as mãos ou álcool em gel após ter contato com superfícies e pessoas. Em casa, tome cuidados extras contra a COVID-19.

Quais os sintomas do coronavírus?

Confira os principais sintomas das pessoas infectadas pela COVID-19:

  • Febre
  • Tosse
  • Falta de ar e dificuldade para respirar
  • Problemas gástricos
  • Diarreia


Em casos graves, as vítimas apresentam:

  • Pneumonia
  • Síndrome respiratória aguda severa
  • Insuficiência renal

Mitos e verdades sobre o vírus

Nas redes sociais, a propagação da COVID-19 espalhou também boatos sobre como o coronavírus é transmitido. E outras dúvidas foram surgindo: O álcool em gel é capaz de matar o vírus? O coronavírus é letal em um nível preocupante? Uma pessoa infectada pode contaminar várias outras? A epidemia vai matar milhares de brasileiros, pois o SUS não teria condições de atender a todos? Fizemos uma reportagem com um médico especialista em infectologia e ele explica todos os mitos e verdades sobre o coronavírus.

Para saber mais sobre o coronavírus, leia também:


receba nossa newsletter

Comece o dia com as notícias selecionadas pelo nosso editor

Cadastro realizado com sucesso!

*Para comentar, faça seu login ou assine

Publicidade